O Segredo


Capítulo 1


POV : Eram 7 horas da manhã , eu ainda estava dormindo , como a maioria dos adolescentes , eu não gosto de acordar cedo , mas meu irmão pensa o contrario . ouvi gritos lá embaixo quando me levantei tropecei em um fio e levei um banho de água fria , tinha um balde preso em cima da minha cama , mas só podia ser meu irmão mesmo , vou matar aquele idiota
__ , EU VOU TE MATAR .
ouvi risadas escandalosas lá embaixo , ele ainda tem a cara de pau de rir de mim . sai correndo quase levanto tombos por meus pés estarem molhados , meu pijama era azul escuro , agradeci por ter colocado esse pijama . desci a escada muito rápido , encontrei jogado no sofá rindo feito uma desgraça , vou esganar ele agora , sem ele ter percebido pulei em cima dele e o joguei ele no chão , ele tomou um susto e saiu correndo e claro eu estava correndo atrás dele … Ele saiu correndo pela sala , enquanto eu corria atrás dele toda molhada da cabeça aos pés , ele correu para o quintal e vi uma grande oportunidade de jogar ele na piscina , HAHAHAHA ESSE PESTE ME PAGA AGORA , assim que ele correu pela borda da piscina eu corri mais rápido e empurrei ele na piscina , eu sabia que o não gosta muito de água mas não vi problema nenhum , ele caiu na piscina , e assim que subiu , eu comecei a rir da cara dele .

__ olha como eu estou molhado ? Você tem noção do que fez , essa água está muito gelada .

__ Não importa maninho , agora estamos quites . fui andando até a porta da cozinha , me virei pra trás e vi saindo da piscina , subi até o meu quarto olha a sujeira disso , tomei um banho e vesti uma blusinha preta com um coração branco e um short curto preto , e um all star customizado , desci as escada e peguei um pano para limpar aquela poça de água , limpei tudo e olhei para a janela , agora são 8 horas da manhã , acho que vou em um Starbucks , comprar me café da manhã , peguei minha bolsa e desci , vi sentado no sofá e assim que eu passei por ele , ele se levantou
__ Aonde vai você vai ?

__ Vou em um Starbucks estou com muita fome .

__ você sempre está com fome.

__ é mais eu preciso tomar café da manhã , e você também

__ Ok , vamos nós dois …
entra no banco de motorista e eu do passageiro
__ Hoje vou ter que ir a casa de um amigo meu , e você vai junto .

__ Como assim ? eu conheço esse seu amigo ?

__ Não , mas vai conhecer , alias todos os meus 4 amigos . ele tem uma irmã acho que vão se dar bem .
chegamos , ele estacionou e descemos , chegando lá …
Capítulo 2


Depois de ter tomado café da manhã , fomos direto para casa do tal amigo do , um tal de , ele disse para eu me comportar bem e não fazer besteira , ele parece meu pai as vezes, já que a nossa mãe sumiu assim que me teve , nunca mas apareceu , nunca deu sinal de vida . Assim que chegamos , apertou a campainha e um menino lindo e fofo e sorridente abriu a porta , um olhar super fofo .
__ Oiiiiiii __ Ele disse sorrindo

__ Oi __ eles fizeram um toque de mão .

__ esse é o , essa é minha irmã .

__ Oláaaaaaaa
eu ri com o jeito que ele fala
__ Oi

__ Vamos entrando __ Disse o ele
Assim que entramos vi mais 3 meninos MUITO LINDOS sentados no sofá eles estavam conversando e rindo ao mesmo tempo , eles se levantaram assim que entramos na sala , ele me cumprimentaram . Olhei pra menina estava vestida assim : (http://www.polyvore.com/cgi/set?id=72247429&.locale=pt-br ). aposto que vamos ser ótimas amigas , temos quase os mesmos gostos , mas tem alguma coisa me incomodando , parece que eu conheço ela de algum lugar , até a casa me parece bastante familiar , olhei para os lados e vi os outro meninos rindo , não entendi o porque , mas que ótimo , parecia que a menina também não estava entendendo .
__ Bom … eu sou , irmã do abestado ali atrás .

__ EIIIIII __ gritou , e os meninos se seguraram pra não rir .

__ Oi , me chamo . e eu sou irmã do outro abestado ali __ Ela falou apontando pro .

__ OPAAAAA PODE PARAR __ ele falou , então os meninos começaram a rir
. menos o e o … POV : Estava na cara que o estava a fim da , e ela a fim dele , mas o parecer ser bastante protetor , do mesmo jeito que o . estávamos todo mundo agora olhando pro videogame , os meninos brigando e xingando para poder ganhar , de vez em quando o e eu trocávamos olhares , ninguém percebeu
__ GENTE __ o falou .
Até agora , meu Deus , será que ele percebeu ? Por favor , faça que não , por favor .
__ Acho que o e a estão trocando muitos olhares .

__ COMO ASSIM ? __ falou meio alto .
. e seu ataque de ciúmes com sua irmã .
__ , se você não notou , ninguém aqui é surdo , não precisa falar alto , Querido . __ Falei
Ele fez uma careta muito engraçada . eu me segurei para não ri . olhei pra com uma cara do tipo :” Me ajuda aqui , vamos sair um pouco , mas me tire daqui ”
__ Então … acho que vou sair , você quer ir comigo ? __ Ela perguntou
. obrigada fico te devendo uma
__ Claro …__ Respondi rápido
POV :
__ MENINOSSSSSSSS __ tive que gritar para que eles me escutarem .

__ Que foi, ? __ perguntou .

__ As meninas foram na piscina , que tal fazermos uma brincadeirinhas com elas ?

__ BOAAAAAAAA __ falou sempre escandaloso .

__ dá pra falar baixo elas podem escutar .

__ Ok .
Capitulo 3


POV :
__ Sabe , eu acho que te conheço de algum lugar __ falou .

__ Também tenho a mesma impressão .__ Falei olhando pra ela
Ficamos pensando de onde nos conhecemos até que a falou :
__ MAS é claro , como eu pude ser tão lerda , você e eu éramos amigas de infância , OMGGGG você cresceu muito menina .

__ OMGGG agora eu me lembrei kkkkkk somos muito lerdas , você também , você se lembra quando fazíamos aquelas brincadeiras com os meninos ? eles odiavam isso __ eu falei rindo junto com a

__ Claaaaaaaro , a gente era invencível kkkk , vamos tentar de novo , eu quero me vingar do meu irmão , você acredita que ele colocou a culpa em mim por ter quebrado um vaso chinês na nossa mãe ? ela ficou uma fera comigo e me deixou um mês de castigo . __ ela falou

__ Se o fizesse isso eu matava ele , mas eu também quero me vingar , vamos agora …__ falei confiante
POV : Entramos na sala os meninos não estavam mais lá , tive um péssimo pressentimento , mas ok . eu estava morrendo de fome , entramos na cozinha , a estava do meu lado tentando pensar em alguma coisa para os meninos . vi um sanduíche muito perfeito , assim que eu vi , pensei no sabor daquela delícia , peguei o sanduíche e mordi enquanto a se sentava na mesa . quando dei a mordida , senti um gosto HORRÍVEL , corri até a pia e joguei tudo pra fora , se levantou e falou no meu ouvido ” Eles estão atrás da bancada , finja estar passando muito mal , até eles se confessarem ” continuei a passar “mal” peguei água e comecei a beber feito uma condenada , os meninos saíram rindo de trás da bancada , me puxou e passou a mão na minha testa , eu estava fingindo estar desmaiando , cara , eu e a somos muito boas atrizes , Hollywood não sabe o que esta perdendo . ela me levou até a cadeira , e eu olhei pros meninos , eles estavam com uma cara de preocupação que eu tive que juntar todas as minhas forças para não ri . Coitados . POV : Olha que aconteceu com , mas temos que pensar no que vai acontecer com a , eu tenho uma ideia . POV : Estava dando tudo certo graças , a ideia da , mas ela tinha que tramar alguma coisa contra eles . agora estava me segurando pra eu não cai de cara no chão
__ e…eu preciso de água , minha boca está com um gosto horrível .¬¬__ Falei
saiu do seu estado de choque e correu para a geladeira . pegou um copo encheu de água e trouxe pra mim . eu peguei e bebi toda a água . conseguiu me tirar dos braços do , eu acho que ela está com ciúmes kkkk , mas ok . ela me ajeitou na cadeira .
__ Ehh … ah … meninos acho melhor levar ela lá pra fora ,sabe , respirar ar puro . __ esta olhando pro
. ai ela é louca , mas pensando bem eu vou gostar de ser carregada por ele kkk’ .
__ Tem razão , acho melhor mesmo __ falou se aproximando de mim.
ele passou os seus braços por de baixo das minhas coxas e me carregou no braço , vou aproveitar o momento , coloquei minha cabeça debaixo do seu queixo . os outros nos seguiram , assim que ele me colocou sentada em uma cadeira eu olhei pra , ela estava com uma cara do tipo : ” Eu sei que você gostou , me agradeça depois ” . Os meninos começaram a falar que não deviam ter feito isso , que estavam arrependidos do que fizeram , então chegou a hora , eles tinha confessado o erro , me levantei na hora e a ficou do meu lado , nós duas ficamos de frente pra eles
__ Então , vocês armaram isso?__ ela falou .

__ Eu podia ter morrido sabia?__ eu falei fazendo drama .
Os meninos olharam pra gente de uma maneira , e eu e a saímos correndo rindo da cara deles
Capitulo 4


POV : As meninas correram pra dentro da casa , sabia que a ia se esconder no quarto dela , então pedimos pro tomar conta dela , mas na verdade o tinha tramado de prender os dois no quarto dela . foi em direção ao quarto da e prendemos eles lá dentro , ótimo a já foi . Agora chegou a fez da minha maninha , procuramos ela nos quartos de hospedes e nada , então o único que não olhamos foi o do .
__ Manos , se ela estiver escondida junto com a ?__ perguntei.

__ então ferrou com tudo , mas temos uma esperança , o quarto do .__ falou .

__ Vamos logo __ falou .
andamos até o quarto do e chegando lá abrimos a porta e entramos com tudo , parecia a policia quando arromba uma porta . não vimos nada , mas quando olhamos para trás da estante que ficava perto da janela vimos a , ela viu a gente e saiu do esconderijo dela
__ Ninguém se aproxima senão o seu ursinho morre lá embaixo .

__ NÃOOOOOOOOOOOOO __ gritou .

__ , isso é só um boneco , existe outros como esse__ falou .

__ NÃO , PRA MIM ELE É ÚNICO , É NUNCA MAIS FALE QUE ELE É SÓ UM BONECO , .

__ Maninha , que tal você colocar esse boneco no chão e se render ?

__ HAHAHAHA me poupe .
o se aproximou e fez um movimento de como se fosse jogar o boneco pela janela .e claro o que o gritou “NÃOOOOOOOO ” de novo . POV : Como ela é linda mesmo fazendo uma boneco como refém . Ela com certeza é um princesa . O que eu estou pensando , acabei de conhecer ela não posso estar apaixonado , mas dizem que existe amor a primeira vista … POV : Depois que conseguimos fazer com que a largasse o boneco , ela pediu pra que fizéssemos sanduiches pra ela e pro , pode um negocio desses ? Não , não pode . então descemos , enquanto a e o ainda estavam presos no quarto . Eu e o resto dos meninos descemos as escada e fomos fazer os sanduiches .
__ , cadê o pão , cara ?__ falei .

__ Sei lá , não sou eu que mexe na comida aqui em casa , e a empregada .__ ele respondeu .

__ GRRRR como vamos fazer um sanduíche sem pão ?__ Falei .

__ Então boys como vai o meu sanduíche ?__ entrou na cozinha .

__ Olha se não for ajudar não atrapalha , por favor .

__ Ok , estressado . Ah …

__ Que foi , ?

__ Porque você colocou açúcar em vez do sal , ou melhor , porque cê ta colocando sal ?

__ OPAAAAAA , ACHO QUE ERREI A RECEITA .__ gritou .

__ CARA , VOCÊS NEM SABEM FAZER 2 SANDUÍCHES , QUE TIPO DE SER HUMANOS SÃO VOCÊS ? __ gritou .

__ O tipo que não sabe fazer um sanduíche .
Ouvimos risadas do outro lado da cozinha , nos viramos e vimos rindo da gente .
__ Muito bonito isso em , maninha .
POV : Quando se virou pra tirar alguma coisa do fogão , a panela fez o fogo subir , e o ele deu um grito de uma garotinha .
__ AHHHHHHHHHHH , MEU CABELO , MEU CABELOOOOOOOOOOOOOOOOO .

__ Calma … seu cabelo está bem … mas a coisa que você estava fazendo virou cinzas , olha …
e sairão para comprar 2 sanduíches para mim e para ,ficamos sentados no sofá um do lado do outro . conversamos sobre muita coisa , tentamos ouvir algumas coisa do e da lá em cima , mas nada . tinha saído juntos com os minos , acho que não contei que ele queria colocar farinha de trigo no sanduíche , e acabou sujando a cara toda , como alguém coloca farinha de trigo em um sanduiche ? Só ele mesmo . assim ficamos sozinhos , colocamos um filme para assistir , mas assim que liguei a TV estava passando um filme de terror , ela pulou pro meu colo , nosso rostos a alguns centímetros de distancia … POV : Cara , a minha cara esta muito branca , acho que exagerei na farinha de trigo . estava dirigindo até um local para comprar sanduíches para aqueles dois folgados . o se virou pra trás para me olhar e começou a rir da minha cara
__ , cê ta muito engraçado .

__ , por favor para , não fui eu que quase deu a vida por um boneco de pelúcia .

__ EIIIIIIIIII , não falei assim do meu Boneco , seu Farinha de Trigo ambulante .
só ria …
Capitulo 5


POV : Eu e o estávamos no maior clima , quase nos beijamos , mas um ser de outro mundo entrou na sala . POV :
__ Oláaaaaaaaaa __ falou e parou quando viu o que estava acontecendo comigo e com o .
fez uma cara péssima e me puxou , deixando o sem reação , e o ficaram sem entender nada . viu que a coisa estava seria e subi pra destrancar a e o , depois de um tempo eles três desceram e a viu a cena . me puxou pra fora da casa e me colocando dentro carro e saindo dali . Cansei de ser a protegida do , já sei muito bem com quem eu devo ficar ou namorar , ele não devia ser assim , além do mas o é amigo dele , ele sabe que nunca seria capaz de me magoar . POV : Ok , o que o fez não foi legal .
__ Mas o que deu nele , gente?__ perguntou .

__ Ciúmes de irmão mas velho __ eu respondi .

__ Aham eu entendo bem o que a esta passando __ falou olhando pro .

__ Sou mesmo , viu Dona .

__ Mas eu não vou ficar sem um namorado pra sempre , querido .
Ele ficou calado e olhando pra e pro com desconfiança .
__ Bom … acho melhor a gente ir , né meninos ?__ disse triste .

__ Também acho , olha , ainda vai ter revanche .__ Falei olhando pra ela .
riu
__ Estou morrendo de medo .__ Ela respondeu .

__ Tchau , foi muito bom te conhecer . __ disse , abraçou ela e deu um beijo na testa dela e saiu , seguido de e por mim
… POV : Sabe aquela raiva que vem dos pés a cabeça e você tem vontade de matar todo mundo que encher seu saco , pois é , eu estou sentindo isso , mais a pessoa que eu quero matar é meu irmão . Peguei meu celular , e vi que já era a noite , passamos quase o dia todo na casa do . me deito na minha cama até que eu escuto alguém batendo na porta .
__ Quem é ?

__ Sou eu , mana , posso entrar ?

__ Não quero falar com você agora , , me deixa em paz , por favor .

__ Olha me desculpa , eu não queria ter feito isso …

__ MAIS VOCÊ FEZ , , NÃO TEM MAIS JEITO .
não ouve resposta do outro lado .até que eu escuto alguém abrindo a porta e ele entra .
__ Eu não mandei você entrar …

__ Eu sei , mas eu não quero que você fiquei chateada comigo , vamos , pode dizer o que sente pelo o .
Fiquei encarando ele , tipo : ele nunca pediu para eu contar sobre meus sentimentos , porque ele quer saber agora ? POV : não fez certo ter puxado a daquela forma , mas eu tenho um jeito de melhorar isso , combinei com todo mundo ( menos o e a ) que iriamos pra a casa dos amanhã ,e íamos aparecer de surpresa lá na casa deles , tem que dar certo , assim não fica tão tenso como ficou hoje . POV : Era de manhã me levantei na maior preguiça da cama e fui no banheiro , fiz tudo que tinha que fazer e desci , quando ouvi a campainha e vi o indo atender .
__ Quem …__ falei antes de ver quem era .

__ Olá , __ falou muito feliz ao me ver .

__ Oláaaaaaaa __ falou , acho que ela puxou o irmão kk’ .

__ O que fazem aqui ? __ Perguntou o .

__ Vamos viajar para sua casa de praia , maninho __ falou colocando o braço no ombro do .

__ Ok , gente , vocês dois , vão fazer suas malas que a gente espera aqui .__ disse .
Mais como eu vou arrumar uma mala em poucos minutos , ele está LOUCO .
__ Eu posso te ajudar , ?__ perguntou .

__ Claro , eu te agradeço muito__Falei .
Subimos para o quarto . POV : Assim que elas subiram o tirou um presente de trás dele e colocou dentro da bolsa dele .
__ , o que tem dentro desse saco ?__ perguntou .

__ Nada , depois vocês vão ver __ Ele respondeu .

__ Olha garotos o seguinte é esse , eu estou preparando uma supressa pra a , então , se você tem algo contra a gente , pode falar __ falou encarando o .

__ Não , , não tenho nada contra vocês dois agora .
sorriu .
__ Ok , , conta logo o que é __ falou curioso .

__ Então …
Capitulo 6


POV : contou o que ia fazer e o também . Eu sei que o gosta da minha irmã , mas eu tenho um pouco de ciúmes deles dois , ela é minha irmã mas nova , tenho que cuidar e proteger . Ouvimos as meninas descendo as escadas e rindo muito . assim que descera a deu uma topada no último degrau e quando ia cair a segurou pela cintura e a puxou para perto de si . eles se olharam por alguns minutos e quando olharam em volta ficaram corados , e pegou as malas da e levou pro carro , subi pra fazer as malas dele , depois de alguns minutos ele desceu , estavam todos pronto pra viajem … POV : Entramos no carro , na seguinte forma : no carro 1 : , , eu e o . No carro 2 : , e o . estava atrás com a e eu estava na frente junto com o . Eu resolvi ligar o rádio e começou a tocar uma música muito animada , todos nós começamos a cantar . POV : Estávamos seguindo o carro do , eu e a atrás , e o dirigindo. abrimos as janelas do carro e entrou um vento muito forte e o cabelo da começou a voar , ela ficou mais linda do que o normal ela sorria pra mim . POV : Depois de alguns momentos de loucura dentro do carro a estava dormindo no colo do enquanto dirigia e eu estucava música . ficava olhando a ela dormir e sorria consigo mesmos ,acho que ele está ficando louco . Passou alguns minutos , e chegamos na casa de praia . estacionou ,e todos descemos do carro , acordou a document.write(Gabi) : A viagem foi muito boa , eu e o sempre trocávamos olhares e toques de mão e sorrisos … Subimos correndo pra cada uma pegar os quartos melhores , mas é óbvio que os donos da casa ( eu e o meu irmão ) ficam com os melhores . A deve que dividir o quarto com o . eu sei que ela gostou bastante , e ele também , mas o fez um piti daqueles , mas depois ele acabou deixando . POV : me ajudou com as malas do pessoal . Eu e o estávamos no meu quarto , os meninos chegaram e ficamos conversando , até que ouvimos gritos vindo da direção do quarto da . Corremos até lá e vimos a e a gritando e pulando . assim que elas nos viram a pulou no colo do e a pulou no colo do .
__ Meu Deus , o que aconteceu ?__ Perguntei .

__ Tem uma tarântula ENORME , ali perto da mesinha .__ falou quase chorando .
E a abraçou mas forte . abraçou o e colocou a cabeça dela no pescoço dele, ele abraçou ela , e sorriu . o e pegaram alguma coisa e tacaram na aranha , mas aquele bicho saltou para cima do document.write(Liam) e eu conseguimos matar a aranha … POV : Depois daquela cena , olhei pra e falei
__ Vamos dar uma volta na praia?

__ Claro , __ Ela respondeu .
Ficamos andando pela areia por alguns minutos , então peguei ela e coloquei ela em cima das minhas costas e corri para o mar . ela começou a rir e a gritar ao mesmo tempo , isso era muito bom de ouvir … Ela estava com medo de se molhar porque a água do mar estava gelada , fui até a água e a onda veio e molhou nos dois , ela começou a ri e me abraçou porque estava com frio , correspondi ao seu abraço . ficamos ali até eu afastar minha cabeça e olhar para seu rosto , estávamos a centímetros de distancia . eu me aproximei … POV : É incrivel como o e o fazem briga por causa do videogame .
__ Você trapaceou , __ disse .

__ NUNCA … você que não quer admitir que eu venci__ falou .

__ Você morre de medo de uma aranha , .__ falou quase rindo .

__ Aquilo não era uma aranha comum , aquilo era um mutante em forma de aranha …
O começou a gritar igual o quando viu a aranha no quarto da . eu comecei a rir e cai no sofá de tento um ataque de risos . foi pra cozinha imitando o , enquanto o próprio ia atrás dele resmungando e tentando se explicar porque reagiu daquela forma …
Capitulo 7


POV :
AMEI aquele menino que saiu com a , ele é tão fofo , mais tenho a impressão que minha amiga vai gostar daquele .
vamos dar um jeito de pegar eles pra nós . POV :
Me aproximei do rosto dela e a beijei , um choque percorreu nossos corpos , ela colocou seus braços ao redor do meu pescoço e ficou nas pontas do pés , eu a puxei um pouco mas pra cima , o beijo foi doce , calmo e com muito desejo , éramos apaixonados um pelo outro , não tinha mas como negar isso , somos perfeitos um para outro . o beijo foi terminando em selinhos , ela abriu os olhos e sorriu .

__ Você quer ser minha princesa ?__ Perguntei sorrindo pra ela .

__ Sim , meu príncipe__ Ela respondeu e voltamos a nos beijar
POV :
Parece que o está colocando seu plano em ação , porque ele subiu até o quarto da e até agora não desceu .
Passaram-se alguns minutos quando eu olho pra escada , e o estão descendo de mãos dadas .
__ O que significa isso __ Perguntei .

__ Eu estou namorando sua irmã __ falou sorrindo .
sorriu pra ele e os dois se beijaram . Os outros meninos que estavam jogados no sofá fizeram um “HUMMMMMMMMMM” POV : Resolvemos voltar para a casa Assim que entramos vi a e o abraçados .
__ HUMMMMMMMM .__ falei a de um sorrisinho e o me abraçou por trás .

__ Mas olha só parece que não somos o único casal , __Enns falou olhando para a gente .

__ Também acho .__ ele respondeu abraçando ela de lado .

__Ok , vocês estão namorando ?__ perguntou pra mim , ele estava com medo da resposta .

__ Sim , maninho a gente está namorando .
ouvi aquela tal de resmungar alguma coisa .
__ Acho que eu preciso falar uma coisa com a , agora .__ eu falei .
fui até a ela e a puxei dos braços do e a levei pra fora da casa .
__ Que foi , ?__ Ela perguntou .

__ Não estou gostando nada daquela .

__ Eu também não gosto dela , acho tipo ... sei lá .

__ Temos que tomar cuidado , porque cobra assim sempre está pronta pra da o pote …
POV : Assim que as meninas voltaram falou :
__ Que tal todos nós jogarmos verdade ou desafio ?
Todos aceitaram , eu fui pegar uma garrafa e o rodou a garrafa , a garrafa parou na .
__ Verdade ou desafio ?__ Ele perguntou

__ Desafio __ ela falou .

__ Bom eu te desafio a beijar o .__ ela nem esperou ele terminar a frase e já foi logo beijando o .
saiu correndo , empurrou a de perto dele . Dava pra ver claramente que a e a estavam odiando a . quando a saiu correndo e foi atrás dela , a deu um tapa na nuca do , foi bastante engraçado de ver , já a estava com uma cara de felicidade … POV : Fui atrás da , vi ela subindo em uma casa da árvore e quando cheguei lá , vi ela sentada no canto da casa , abraçando os joelhos e chorando . Eu me aproximei dela e ela meio que se afastou de mim , eu abracei ela .
__ Desculpa , princesa . Eu não sabia que ela ia fazer isso , eu … eu não gosto dela , sabe porque ?__ olhou pra mim .

__ Porque eu te amo e nada vai me fazer para de te amar …__ eu respondi , ela sorriu e me abraçou .

__ , ela que acabar com o nosso namoro , eu não quero isso .__ Ela falou .

__ Nada , n.a.d.a , vai acabar com o nosso namoro , ok ?
Ela assentiu e me abraçou mas forte .
__ Vamos voltar .
Nos voltamos , assim que aparecemos de mãos dadas a fez uma cara de quem comeu é não gostou e virou a cara . Já a sorriu e piscou o olho pra a . Passou alguns minutos naquele jogo até que vimos que o e a tinha sumido POV :
__ Onde a e o foram ?__perguntei.

__ Deixa eles , __ falou .

__ Vamos continuar o jogo?__ eu perguntei .

__ Acho melhor não __ respondeu .

__ E esta faltando 2 jogadores__ falou .

__ é tem razão__ falei .

__ Estou com uma fome , vamos fazer comida ? __ perguntou .

__ Eu vou ter que ir , tchau meninos__ falou e saiu da casa .

__ Então o que vamos fazer pra comer ?__ perguntou outra fez , passando a mão pela barriga.

__ a gente não sabe fazer nem miojo , imagina um jantar descente__ Eu falei .
Então com a ajuda da começamos a fazer um jantar , até que uns barulhos BEEEEEEM conhecidos veio lá de cima , olhamos um para os outros e fizemos uma cara safada , as únicas pessoas que estavam lá em cima era o e a , então vocês já podem imaginar no que está acontecendo lá em cima . POV : É meio tenso saber que logo ali em cima , sua irmã esta com seu namorando fazendo coisas improprias , mas ok , tudo bem vou me segurar . Os barulhos foram ficando mas altos , ofegantes , era difícil ignorar aquilo , mas as vezes a gente ria , e falava algo . POV : estava na cozinha fazendo a nossa comida , mas ela disse que a gente só ia comer se nós ajuda-se ela , ok eu tenho que admitir que ela está totalmente certa . ajudamos ela no que era necessario e quase … eu digo QUASE rolou uma briga de macarrão , isso mesmo MACARRÃO … Se passou uma hora , e fazia 20 minutos que os barulhos lá de cima tinha parado , acho que eles tinham parado ou estavam dormindo , ouvimos pessoas descendo as escada , então vimos a vestida com uma blusa do , já ele estava apenas de short .
__ Então como foi lá em cima ?__ perguntou com uma cara safada .
O casal riu . ficou corada .
__ A gente só andou pelo jardim __ falou .
POV :
__ Talvez depois possamos dar um passeio pelo jardim , .__ Falei olhando pro com uma cara muito safada . Ele sorriu malicioso .

__ Com certeza __ Ele respondeu ainda com uma cara safada .
A viu nossas cara é começou a rir .
__ Ok , vamos comer ?__ perguntou o .
De vez enquanto o dava beijinhos no pescoço da e o fazia a mesma coisa em mim , isso me desconcentra MUITO . Depois de todos estarem de barriga cheia , o pessoal subiu , e só ficaram os casais . POV : Teve cinema de casal assistimos 2 filmes um de comedia romantica e outro de terror , as meninas gritavam e se agarravam na gente , o desceu 2 vezes pra reclamar com a gente e pediu que a gente tampar a boca das meninas , pode uma coisa dessas , produção ? Não , não pode . mas as meninas agora gritavam só para irritar ele .
Capitulo 8



POV :
Eu e a ficamos gritando pra irritar o , e tenho que confessar , estava muito engraçado , estávamos de boa gritando perto da escada quando o sai correndo só de Boxer do quarto dele , atrás de mim e da , corremos antes dele descer as escadas e pulamos nas costas dos nossos namorados , eles seguraram a gente e correram lá pra fora , e o atrás da gente com um travesseiro na mão …
POV :
EU VOU MAATAAR ESSAS DUAS …. essas duas RETARDADAS ficaram gritando a cada 5 segundos pra me acordar . e não fizeram nada só ficaram rindo, eu desci as escada milhões de vezes pra pedir que essas duas esganiçadas parassem de gritar. Mas agora elas vão ver.
POV :
Eu e o colocamos as meninas nas costas e saímos correndo. e correram pro jardim , eu e a estávamos tentando achar um lugar pra nos esconder e achamos isso ( http://www.google.com/imgres?um=1&hl=en&rlz=1I7ADSA_pt-BRBR457&biw=1360&bih=643&tbm=isch&tbnid=ZOZSfATB3p3txM:&imgrefurl=http://decoracao-bebe.com/category/decoracao-quarto-de-menina&docid=OMa3T7-Livi7-M&imgurl=http://decoracao-bebe.com/wp-content/uploads/2011/11/4.jpg&w=616&h=379&ei=vislUcqoKrKE0QGY54CwDg&zoom=1&ved=1t:3588,i:118&iact=rc&dur=964&sig=100218692455829206027&page=1&tbnh=176&tbnw=271&start=0&ndsp=15&tx=108&ty=85 ) Estranho…. Aquele seria um lugar que o nunca procuraria. Mas porque isso estaria ali.
__Vamos ficar aqui , ??

__Vamos , meu amor __ Eu sentei e ela se aconchegou nos meus braços.

POV :
Vi e correndo pro jardim, com toda certeza a e o estavam com eles…. esses 4 não se desgrudam nunca. Peguei a chave da porta da cozinha e tranquei.
__Dois coelhos com uma cajadada só .
Guardei a chave no meu bolso, coloquei uma cadeira empurrando a porta só pro precaução e subi as escadas. Eles não vai sair dai tãão cedoo .
__ Silêncio doce silêncio.

POV :

__ Vamos sair daqui…__Falei olhando pra ela. Tentei abrir a porta mas ela parecia imperada, ou melhor trancada….

POV :
OMG estava presa com o por causa do , como esse doido faz isso com a gente ? . tentou abrir a porta varias vezes mais não adiantou de nada . sentei no chão e ele se sentou do meu lado e me abraçou . De repente começou a chover , estava frio . assim que eu sair daqui eu mato o , com certeza . me abraçou mais forte , eu me deitei no chão e dormirmos de conchinha .
POV :
Tranquei o e a num lugar e a e o devem estar lá , agora finalmente vou poder dormir em paz , erguei as mãos ao céu e cantai aleluia . voltei pra dentro da casa , tomei um banho e voltei pra cama e dormir .
POV :
Acordei umas 2 horas da manhã e fui beber água , enquanto eu bebia minha querida água tive uma ideia , abri a gaveta lá tinha umas coisa que o tinha medo , puxei ela , subi com a gaveta direto pro quarto do , entrei e vi a cena mas engraçada e fofa da minha vida ~ok isso é muito gay~ ele estava dormindo abraçado com o ursinho de pelúcia , me segurei pra não começar a rir logo ali , coloquei as coisas em volta dele e corri pra cozinha coloquei as gaveta no lugar e voltei a dormir …
POV :
Já era de manhã , larguei meu bichinho de pelúcia quando me sentei no meio da cama vi um monte de coisas ao meu redor , soltei um grito muito agudo , parecia uma mulherzinha fiquei meio que com vergonha disso , desci o mais rápido da cama e ouvi risos lá em baixo … e estavam no fim da escada caídos no chão de tanto rir. mantinha sua mão na barriga e estava encostado na parede, enquanto estava caindo no chão vermelho e rolando de tanto rir.
__ Isso não vai ficar assim. Vocês ouviram?? __ Falei bem alto, os dois pararam de rir no mesmo momento.
Fiz minha maior cara de mafioso e fui pra cozinha, me acompanhou .
POV :
Minha irmã estava sumida, devia estar dormindo…..aquela preguiçosa. Isso me dava tempo pra ir lá….aquele lugar sempre me trazia memória, boas e ruins … Subi as escadas e abri a porta calmamente, eu sempre passava horas do meu dia ali lembrando de tudo o que acontece. e estava abraçados num canto do quarto.
__ O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO AQUI? EU DISSE QUE NUNCA PODERIAM ENTRAR AQUI NÃO DISSE? __Me explica porque eles estavam ali? Só eu tinha a chave daquele lugar, nem tinha.
Ela não queria se lembrar…
__ Calma é só um quarto. __ disse se levantando e ajudando a .

__ É UM QUARTO PROIBIDO PARA VOCÊS ENTRAREM…SAI LOGO DAQUI!!!

POV :
parecia nervoso, com raiva e triste .Ele estava gritando muito e eu percebi uma lágrima no canto dos seus olhos. Ele nos chutou do quarto e quando colocamos o pé pra fora ele bateu a porta com tanta força que senti as paredes tremerem.
__ O que foi que deu nele , ?__ parecia assustada.
Eu a abracei pra passar confiança e disse.
__ Não sei meu amor, não sei…mas a gente vai descobrir.

POV :
Eu nunca ri tanto na minha vida . quando ouvi o grito do foi o melhor e o mais afeminado que eu já escutei em minha vida , só de me lembrar eu começo a ri . Segui o pela cozinha .
__ Então , cadê as meninas pra fazer nosso café da manhã ?__ele perguntou .

__ Bom ,eu não sei__ Menti pra ele .
eu sabia muito bem onde o e a estavam , mas também falei a verdade , porque eu não sabia onde estava o e a , então eu estava contando meia mentira .
__ Ok , então quem vai fazer nossa comida ?__ perguntou.

__ Bom , pelo menos vamos tentar, vai que ficamos melhores na cozinha que as meninas__ Eu falei .

__ Ó as ideia , __ falou pegando uma maça

__ Vamos ter comer frutas .__ Ele continuou.

POV :
Acordei ao lado da , e ela ficava linda dormindo , parecia um anjinho , beijei sua bochecha , e ela começou a se mexer até se virar de frente pra mim , ela abriu os olhos e quando me viu sorriu , e me beijou , eu obviamente retribui , o beijo foi ficando mas quente , e cada vez mais quente ,quando eu me dei conta já sem camisa e ela também , até que um idiota abre a porta do lugar onde a gente estava , e rapidamente eu e ela paramos o que estávamos fazendo e nos viramos para a porta , e lá estava o parado encarando a gente com uma cara de safado , ela se levantou e entregou a minha blusa . Fiquei na frente dela pro não ver ela sem blusa .
__ Bom Dia , flores do meu dia , o que vocês estavam tentando fazer nessa hora da manhã ?__ falou .

__ , por favor ...__ tentou falar .

__ Então ... como foi passar a noite nesse lugar?
Ela deu um tapa no braço do .
__ AIIIIII , porque você fez isso ? .

__ Para você aprender a NUNCA mais prender a gente , escutou , GAROTO ? __ falou .

__ Ok , mamãe __ ele falou passando a mão pelo o braço ...

POV :
Eu estava no quarto que deveriam ter sido dela. Mas ninguém nunca foi ali….a não ser eu. Porque eu tinha que ter feito aquilo, eu daria qualquer coisa pra voltar no tempo agora. Me lembrei do acontecido e comecei a chorar, ela não merecia aquilo….
POV :
Abri a porta e encontrei o casalzinho no maior amasso. Depois se dizem santo…..aham ok.
__ Tá não faço mais….mas parece que vocês aproveitaram mesmo o tempo aqui nér ?__Eu fiz a minha cara de safado.

__ O que você tá fazendo aqui …. OOOPS__ chegou atrás de mim e viu “aquela cena”

__ Vish o seu irmão não vai gostar nada disso__ disse com um pouco de ameaça na voz.

__ E você não vai contar__ disse vestindo sua camisa.
Sim ela estava sem….SEM A CAMISA SENHORES . Jogando xadrez é que eles não estavam.
__ Tudo tem um preço na vida minha pequena __ Eu disse juntando as minhas mãos como um grande negociador.

__ Uma semana de café da manhã e almoço….__ Ela falou.

__ E JANTAR__ Eu e falamos juntos.

__ Ok então….bico calado. __ Ela pegou a mão do namorado e o puxou pra dentro da cozinha.
POV : Eu olhei a antiga carta que tinha guardado no móvel que guardaria suas roupinhas. Li o que estava escrito ali mais de duzentas vezes, já deveriam ter gravado as palavras, afinal…foi eu que escrevi .
Capitulo 9



POV :
Agora vou ter que fazer comida pra esses mortas a fome , como a vida é bela , não é mesmo ? mais se eles acham que eu vou fazer tudo sozinha estão muito enganados , eles que me aguardem .
__ Bom , eu não tenho tempo pra fazer o café da manhã de vocês , porque vou tomar meu banho , beijos, fui__ Subi pro meu quarto .

POV :
subiu , então peguei umas uvas e comecei a comer . Já o pegou uma banana , enquanto o terminava sua maça .
__ , porque você trancou eu e a naquele casebre ?__ Perguntei .

__ Ora mas , vocês ficavam gritando feito um bando de retardados , era a minha única opção fazer isso .

__ Não , não era __ falou .

__ Até você , ?__ falou .
deu de ombros .
__ , eu sei que você poderia ter feito lá com a . Você . Ela . Sozinhos . casebre . trancados . namorados , é igual a … amor .__ falou com uma cara de safado .

__ Iria acontecer se você não atrapalhasse o momento …

POV :

__ Você é lerdo ,não põe a culpa em mim amigo.__ Eu disse fazendo uma cara de indignado.

__ Isso é verdade ,até o já ficou com a ….__ falou e deu a última bocada em sua maçã .

__Eu não sou lerdo …. eu só quero que seja perfeito sabe? Ela é a mulher da minha vida ,caras, não pode acontecer de qualquer jeito.__ Ele falou com uma carinha de abobado.

__ AIIII QUE LINDOOOO,ELE É ROMÂâÂÂNTICO__ falou fazendo um awwwww .

__ Cara você tava prestes a deixar acontecer, NO JARDIIIM. ISSO NÃO É NADA ESPECIAL __Ele acha que me engana com esse papinho de “especial”.

POV :
Eu sei que o que eu fiz não era certo. Sei que eu não devia ter feito isso com ela. Mas eu não sabia que ia dar nisso, eu não tinha noção que isso ia acontecer…
POV :
Eu o tomamos banhos juntos, não levem pelo lado perverso da coisa….tá não vou falar que não rolou nada ,a gente só se provocou mas nada demais. Eu sai, me sequei e coloquei minhas roupas íntimas. se enrolou na toalha e sentou na cama enquanto eu me vestia… ele ficou me olhando com um sorriso no rosto.
__ Que foi seu bobão ?__ Eu disse envergonhada.

__ Você é linda sabia ? __ Ele chegou perto, pegou na minha cintura e me empurrou contra parede. Eu enrolei minhas pernas em sua cintura e o beijei. ÉÉHHH ACHO QUE O CAFÉ DA MANHÃ VAI FICA PRA DEPOIS….

POV :

__ Estou com fome...__ Eu falei.

__ , já sabemos disso __ falou .

__ Mais comer uma fruta só no café da amanhã , isso é muito pouco pra minha pessoa .

__ Ok , tem suco dentro na geladeira __ Fui até lá , beber meu preciso suco .

POV :

__ , onde está a o e o ? Até agora eles não terão as caras , onde você prendeu eles ?__ perguntei .

__ UOU calma ai meu irmão , eu não fico prendendo todo mundo não , oxe , eles devem estar passeando pela praia ou algo do tipo __ Ele respondeu .

__ Ok .
apareceu com a boca cheia de pão e um copo cheio de suco .
__ UOU , vai com calma ai , se você se engasgar , vai ser difícil tirar a bola de pão da tua boca .__ falei .

POV :
Terminei de tomar um banho super relaxante , coloquei um bíquini e desci as escadas , e vi com a boca cheia de pão , jogado no sofá , e do lado do .
__ Olá , galera , então vamos pra praia , está um sol tão lindo __Falei com animação .

__ Craru __ Niall tentou falar com a boca cheia o que resultou em pedaços de pão na cara do .
passou a mão pra tirar os pedacinhos de pão .
__ ÔOO , por favor , né? __ falou .

__ Desculpa , .

__ Vamos pra praia , só espere aqui , .__ falou .
Eles subiram pra se vestir . Depois de 5 minutos eles desceram e nós fomos para a praia ...
POV :
Eu nunca, NUNCA teria feito aquilo se soubesse que ela seria a maior afetada nisso. Fique triste por anos depois de tudo o que aconteceu, foram muitos anos de terapia. Meu pai nunca tocou no assunto desde o dia do acontecido e tenho quase certeza que a não se lembra de muita coisa, ela era tão pequena….
POV :
Acordei olhei para o lado e lá estava ele, meu anjo. O sol refletia em seu rosto deixando-o mais lindo….como se fosse possível. Ele respirava tão devagarinho como uma criança recém nascida. Passei minha mão pelos seus cabelos tirando de seus olhos. Deixei minha mão ali, passando os dedos pelos macios fios, desenhando formas circulares. Ele deu sinais de acordar.. Tirei minha mão de seu cabelo, e coloquei as duas mãos juntas para me frear de fazer de novo.
__ Awwww porque parou ? Tava tãão booom …-Ele falou com sua voz mais manhosa e rouca, pegou minha mão e colocou de volta no lugar inicial. Eu ri…ele parecia tão feliz quanto eu.

__ Temos que descer … o pessoal deve estar procurando a gente meu amor.__ Eu falei devagar fazendo carinho em sua cabeça.

__ Só mais 5 minutinhos aqui ok ? Eu não quero descer agora …quero ficar mais um pouco com você .__ Ele me abraçou e beijou meu pescoço, fazendo-me arrepiar.

__ Tá…só mais um pouquinho .

POV :
já tinha aparecido ,então ele veio junto com a gente para a praia Tínhamos acabado de chegar na praia e eu não via a em lugar nenhum. Todos me diziam pra parar de grilo. Ela devia estar no “jardim”. ÓTIMOS AMIGOS ESSES OS MEUS EIN ? estendeu sua canga na areia da praia, ela se sentou. tirou a camiseta e se sentou ao seu lado.
__ Vamos pra água pessoal ?__ Eu perguntei

__ Vamoooos __ e falaram em uníssono.

__ Ahhh eu vou pegar um pouco de sol.__ falou

__ Eu também __ Desde quando o “pega sol”.

__ Tá precisando mesmo, tá com uma cor de vela __ disse nos fazendo rir.

__ Acho que eu vou fica por aqui também sabe ? Preciso pegar um bronzeado__ disse se sentando.

POV :
Mas que porque esse meu irmão não quer sair daqui hem ? poxa , se ele quer ficar de vela aqui , ok . Puxei o rosto do pra perto do meu e o beijei como se não ouve-se amanhã , parecia ter gostado , ele colocou a mão na minha cintura , e continuamos com os beijos .
__ EPA EPA EPA , VAMOS PARA COM A PALHAÇA AQUI , POR FAVOR , EU ESTOU BEM AQUI DO LADO .__ falou
Eu parei com o beijo , e o continuou com os beijos agora no meu pescoço .
__ Você está aqui do lado porque quer, se está incomodado vai tomar banho de mar , maninho__ Falei .

__ Ok , então eu vou __ ele se levantou , pegou uma boia de braços e saiu em direção pro mar . Assim que o e o viram o começaram a rir e depois os três levaram um caldo do mar . Eu comecei a rir e o também .

__ Está muito calor , vamos para o mar __ falou .

__ Ah , não o mar deve estar um gelo .__ falei . e depois sai correndo .
saiu correndo atrás de mim , mas como ele é mas rápido que eu , ele me agarrou pela cintura e me pegou nos braços e correu pro mar , é ... eu tinha razão ... o mar estava um gelo , nossinhora , me esquente . viu que eu estava com frio e me abraçou forte , ele estava bem quente , então eu me grudei nele ...
POV :
Nós tínhamos nos arrumado e descemos, ninguém estava na sala nem na cozinha. Então deviam estar na praia, vesti meu biquíni e colocou uma bermuda. Nós descemos as escadas de mãos dadas, no final da escada ele me beijou e disse:
__ Nunca quero ficar longe de você ouviu ?__Olhando em meus olhos ele me desconcertava. Eu perdia o chão olhando em seus olhos, tão lindos…tão meus.

__ Adoro seus olhos….__ disse olhando bem no fundo dos olhos dele.
Ele sorriu
POV :
Fiquei olhando a do mar. me lembrava tanto ela…. mas também não podia ser diferente. Os resquícios de infantilidade em seus gestos eram perceptíveis ,o que me faziam lembrar da época em que tudo era feliz….eu que eu era só criança. Uma onda enorme interrompeu meus pensamentos, quase morri afogado. SANTA BOIA DE BRAÇO. Cadê a ?
POV :
Eu e o estava-nos beijando , quando de repente ele e puxando para o fundo do mar .
POV :
Fui puxado pra dentro do mar , e me puxaram pra longe da , eu estava ficando de oxigênio , quando a coisa me soltou olhei pra trás e vi
__ He-hey __ disse o .

__ , o que você pensa que está fazendo, criatura ? __Perguntei .

__ Apenas apagando o fogo do casal __ ele falou sorrindo.

__ AHHHHHH , Encontrei você__ falou me dando um abraço.

__ Eu pensei que você foi puxando por um tubarão , sei lá__ Ela continuou .

__ Olha as ideia da menina __ o falou .

POV :
Aiii tinha gente achando que eu tinha cara de tubarão agora. Até parece… Esses dois estavam num fogo, que só ele . não parecia estar gostando nada disso, ele pulava as ondas sem a menor animação .Num momento qualquer ele saiu do mar e se sentou na areia, falou algo para o e saiu também. Eu fiquei olhando do mar, parecia triste… ele não falava olhando pro rosto dela .Como se estivesse segurando as lágrimas, ele abraçou as próprias pernas e falou algo olhando pro rosto da …. e depois disso muitas lágrimas escorreram pelo seu rosto. Ele chorava freneticamente… o abraçou de lado, tentando acalmá-lo. Nós saímos da água correndo. Será que ele pisou num ouriço ? E quando fomos nos aproximando eu consegui ouvir um pedaço da conversa.
__ Foi minha culpa ….ELA MORREU POR MINHA CAUSA- Ele continuava chorando, nunca vi ele chorar em toda a minha existência.

__ Você era muito pequeno ,você sentir medo era normal. Você era uma criança maninho….UMA CRIANÇA __ Ela o abraçou, chorava igual uma criança. Em meio soluços ele disse.

__ Ela perdeu a vida toda por minha culpa …__ Ela puxou a cabeça de para o seu colo.

__Calma maninho ,depois a gente conversa tá ? Os meninos devem estar ouvindo ...
Capitulo 10



POV :
Nós saímos de casa cheios de bolsas, estávamos levanto comida, muitos líquidos e alguns jogos. Quando chegamos na praia vimos uma coisa que nunca poderíamos ter imaginado. estava com o rosto inchado e olhos vermelhos, ele tinha sua cabeça nas pernas da . Ela fazia carinho em seus cabelos e sussurrava “Não foi sua culpa não ” . Ele soluçava muito….
POV :
Eu não estava entendendo nada . Porque o está chorando ? . Porque a fica falando "Não foi sua culpa não ” ? . eu , e o não estávamos entendendo nada . Então chegou o e a correndo .
__ O que aconteceu aqui , gente ?__ a perguntou desesperada .

__ Nada ... vamos , eu te levo pra casa __ falou e ajudou o irmão a se levantar e andou com ele até chegar na casa.

__ Bom , e onde vocês dois se meteram ?__ perguntou .

__ Você sabe ... por ali ...por aqui ...__ falou sorrindo .

__ HAHAHA muito engraçado__ Disse .

__ Então ... acho melhor irmos pra dentro da casa , ver como está o __ Falei .

__ tem razão , vamos lá , pessoal .__ falou .

__ Eu estou preocupada com o .__ falou , e abraçou ela tentando a reconfortar .

__ Vai dar tudo certo __ Ele falou .
Fomos em direção a casa e assim que entramos , estava usando uma roupão e estava sentado no sofá , enquanto a fazia um chá , ele estava com os olhos inchados e vermelhos , enquanto a parecia bastante nervosa . O que esse povo tem , Meu Deus ?...
POV :
Chegamos lá e parecia bastantes triste, quando nós viu ele ficou um pouco sem graça.
__ Quer que te eu ajude a subir ?¬¬__ olhou pra ele percebendo o quanto desconfortável ele estava.

__ Não minha irmãzinha, eu não tô moribundo não. __ Ele deu um meio sorriso fraco e subiu as escadas colocando todo o seu peso sobre o corrimão.

__ Tudo vai ficar bem ok ? Isso foi há muito tempo…__ Ela falou enquanto ele subia as escadas. Ele parou um pouco olhou pra traz e confirmou com a cabeça.

__ Eu vou ficar bem, sabe que vou. Qualquer coisa você sabe onde me procurar.

__ Pode deixar. __ Ela estava com uma expressão preocupada, como uma mãe com um filho triste. Parecia que ela compraria qualquer tipo de brinquedo que o menino pedisse só pra ver seu sorriso novamente.

__ Então… __ quebrou o silêncio.

__ É o que aconteceu de tão grave ?__ parecia preocupado .
Ela abriu um grande sorriso e disse:
__ Ele perdeu sua boia preferida .

POV :
Era melhor que ninguém soube-se do segredo do , assim fica mas fácil pra ele superar , nem eu sabia o que era direito , mas tinha algumas coisa que eu me lembrava .
POV :
Ok , o que foi isso ? como assim o ia chorar um rio , só porque ele perdeu a boia preferida dele ? Mais é bem possível .
__ e , o que vamos comer no almoço ? estamos com muita fome __ falou .

__ Ele tem razão__ Eu disse .

__ Ok ,mas é o seguinte , a gente da as instruções e vocês fazem a comida. __ falou .

__ O QUE ? __ Eu falei __ Somos terríveis na cozinha .

__ Ora mais , vocês aprendem .__ falou .

__ Ok , se você que que a casa pegue fogo , vamos lá __ Eu falei .
elas duas riram e nos levou para a cozinha .
__ Ok , vamos fazer bife com batatas , então ... você pega a carne no refrigerador , enquanto o pega as batatas ...__ falou .

__ Continuando , ajude o a cortar as batatas , pegue uma panela e encha de água para cozinhar as batatas .__ falou dessa vez .

__ Sim , chefes .
Todos fizeram o que tinha pra fazer , enquanto as meninas ficavam sentadas conversando sobre alguma coisa , mas que folgadas elas , hein ? Olhei para o colocando as batatas na panela . Já o estava fritando o bife , a viu que ele podia mesmo colocar fogo na casa e foi ajudar ele . A viu que o podia derrubar a panela de água quente em cima dele e foi ajudar o pobre do . Quando terminamos , começamos a comer e a levou um prato de comida e suco pra o ...
POV :
Eu estava naquele quarto olhando as coisinhas dela há um bom tempo. Eu tinha dormido um pouco, então os meus olhos não estava tão inchados como hoje cedo. Eu não devia ter chorado na frente deles, muito menos na frente da . Mas eu não consegui….eu me lembrei do dia em que tudo aconteceu. Ouvi passos vindo pra cá, devia ser a . Só ela sabia que eu deveria estar aqui… Ela abriu a porta devagar com um pouco de dificuldade porque carregava um prato com bife e batatas. Em sua outra mão estava um copo de suco de laranja….meu favorito. Sorri ao ver o quanto a minha irmãzinha se preocupava comigo.
__ Você podia ter me chamado pra descer__ Eu falei olhando em seu rosto.
Fiquei pensando como ela devia estar se sentindo naquele dia…eu estava com tanto medo que esqueci de cuidar da minha irmãzinha. Ela teve que amadurecer sozinha, na sombra dos cuidados para outra pessoa, como eu.
__ É podia mesmo, mas não acostuma não seu chato. Não vai ser assim todo dia.__ Ela me deu um daqueles sorrisos que só ela consegue sorrir desse jeito
Ela não sabia, mas desde pequena me dava força. Depois da época difícil da nossa infância, tudo se normalizou.
__ eu tava pensando, acho que já está na hora da gente voltar pra casa não acha ? Eu já tô cansado de praia__ Fiz a minha maior cara de cachorro abandonado. Meus olhos ainda estava um pouco inchados então, deve funcionar.

__ Se você quer assim__ Ela parecia um pouco triste, mas concordou em voltar pra Londres.

POV :
Desci , encontrei o pessoal rindo .
__ Gente , vamos pra Londres , acho que já esta bom de praia __falei .

__ Concordo com você , , estou com saudade casa , da minha caminha quentinha__ falou .

__ Então vamos arrumar as malas __ falou .
Todos subiram tomaram banho e arrumaram suas malas . Fui até o quarto do , ele já tinha tomado seu banho , só estava arrumando as malas .
__ Maninho , quer ajuda pra arrumar suas malas ?__ Perguntei .

__ Aham , quero sim__ falou .

__ Mas não se costume , só estou sendo legal , porque você parece mal __ Falei sorrindo .
Ele riu , era bom ver que ele estava fincando melhor , isso me fazia ficar mais aliviada . ajudei ele , a gente meio que fez uma guerra de roupas , mas depois arrumamos tudo e descemos com as nossas malas . Todos já estavam lá , e resolveram não tocar no assunto com o . era 1 hora da tarde , e a viajem demora apenas 2 horas , então chegaríamos lá antes das 4 horas da tarde ...
POV :
Depois de uma longa viagem em carros separados, chegamos no nosso habitat natural : Londres. O parecia bem melhor, seu rosto já tinha voltado ao tamanho normal e seus olhos brilhantes tinham voltado a ser lindos como eram de costume. Ninguém perguntou mais nada sobre o acontecido, preferimos acreditar que todo aquele choro foi por causa de uma boia mesmo. Todos foram pra suas devidas casas, nós marcamos de sair mais tarde…..isso se todo mundo estiver acordado até a noite. Eu me despedi de com um beijo ,ele disse que me amava e que essa foi a melhor semana de todas sua vida. Ficaríamos nos “despedindo” por horas se o não chegasse e falasse. “Tá bom casalzinho ,eu quero dormir….tenho que trancar a casa. Parem de drama vocês vão ser ver daqui a duas horas” Subi pro meu quarto e nem tive tempo de falar “Lar doce lar”, desmaiei na minha cama e dormi por bastaaante tempo.
POV :
Eu não vou nunca mais me mostrar fraco do jeito que fiz hoje ,esse vai ser meu objetivo do ano. Eu dei muita bola essa semana, mas é porque aquele quarto me trazia de volta todo o ódio, ciúmes e inveja que eu senti dela. E me lembra também de que ela não merecia nada disso
__ A galera combinou de sair mais tarde, você vai ? __ perguntava vindo da cozinha.

__ O vai ?__ Perguntei desconfiado.

__ Vai sim….__ Ela confirmou colocando uma colherada de “não-sei-o-que”na boca.

__ Aham, eu vou.__ Eu disse sorrindo, eu sei que ela vai me xingar em 3…2…1

__ Idiota .

__ Cuidadoso, isso sim__ Mostrei a língua pra ela, ela se sentou no sofá e colocou minha cabeça em suas pernas fazendo carinho em meus cabelos. Eu adoro quando ela faz isso….

POV :
Todos nós íamos nos encontrar no Nando's , porque esse era o ponto de encontro meu e dos meninos , fui até a casa do para irmos juntos , estávamos andando e conversando quando chegamos no Nando's e esperamos o resto do pessoal chegar , de repente aparece 2 meninas , uma delas era conhecida , e sua amiga , estava na nossa frente , as duas estavam sorrindo pra gente .
__ Olá , , . Como vai? Essa aqui é minha amiga __ falou .

__ Oi , , é bom conhecer você __ falou .

__ Olá , meninas __ Falei .

__ É bom conhecer vocês __ falou olhando só para o .
Olhei ao redor e vi o carro do chegando , e o pessoal foi descendo . as meninas logo fecharam a cara quando viu a e a amiga dela , elas se olharam e depois se aproximaram de nós , foi logo pro lado do seu namorado e deu um beijo nele , enquanto a veio até mim e me deu um beijo muito bom , e depois olhou pra .
__ Pessoal essa é a , minha amiga , ela não pode ir pra casa de praia porque ficou doente , então como ela mora aqui em Londres achei legal vocês conhecerem ela __ falou sorrindo .

POV :
Opa alerta de bitchs na área , só não dou um bons tapas na cara da porque é proibido agredir animais , olhei pra e ela estava com certeza pensando a mesma coisa que eu . Entramos no restaurante e sentamos , aquelas duas ainda tiveram a cara de pau de sentar junto com a gente , como assim , Produção ? . Fizemos os nossos pedidos , até que o celular do tocou , ele deu uma olhada em quem tinha ligado , se levantou e foi lá pra fora ...
POV :
O celular do meu irmão tocou e ele saiu do Nando’s.
__ Então….a e essa menina ai ,estão convidadas a sair com a gente também ?__ Fiz uma cara de desacreditada pro lado do .

__ Ahhh na verdade não …

__ Não a gente não vai poder ir né ?__ a menina que eu ainda não sei o nome (resolvi chamá-la de BICHT 2)….Então a BICHT 2 perguntou pra BITCH 1 .

__ É…desculpa ,eu sei que o ia adorar minha presença. Né querido ?__ Ela passou a mão no rosto do .Acho que a tá com uma vontade assassina agora .
ficou quieto e vi apertá-lo em um abraço de lado.
__ Acho que não ein…__ respondeu__ ele vai estar bem “ocupado” essa noite. Não é querido ?__ Ela imitou o tom de voz da BICHT 1 .

__ Nós vamos dar uma voltinha pelo jardim né ?__ respondeu e todo mundo da nossa “panelinha” riu, afinal era uma piada interna. e a amiga ficaram sem graça.

__ Nós já vamos…__ pegou na mão de ,levando pra fora do Nando’s .

__ Nós já vamoos __ fez uma voz feminina e agarrou a mão de .

__ Aíííí seus boiolas esperem a gente.__ falou nos fazendo rir.
Nós passamos a nossa noite no cinema. Vimos um filme qualquer, eu não vi filme nenhum…afinal eu tinha ao meu lado. e não se desgrudavam mas quando foi comprar pipoca eu ouvi uma conversa baixa entre e ela:
__ Você sabe que dia é amanhã né ?__ Ele falou um pouco triste.

__ Sei …eu sei….você vai lá de novo ? __ Ela passou a mão pelo rosto dele.

__ Vou, ela merece isso…__ ele baixou seus olhos para o chão do cinema.

__ Você quer minha companhia maninho ?__ Ela levantou seu queixo obrigando-o a olhar em seus olhos.

__ Eu vou na frente….você pode ir um tempo depois. Eu quero um tempo a sós com ela__ Ele deu seu meio sorriso triste.

__ Tudo bem…__ ela sorriu
E depois chegou e voltou a ser o mesmo retardado de segundos antes.
Capitulo 11



POV :
Cheguei lá e me lembrei do que me traz aqui do dia 05 de Março. O aniversário de sua morte …
PASSADO ON.
A história é a seguinte. Num quarta feira ensolarada qualquer, dois jovens se conheceram em um lindo parque. Minha mãe e meu pai se apaixonaram no primeiro momento, ela estava sentada no banco do parque lendo Shakespeare enquanto ele tinha acabado de sair de um cansativo dia de trabalho. Ele se mostrou carinhoso e romântico fazendo um origame em forma de rosa e presenteando , a moça mais interessada em ler seu livro do que em observar a linda flor de papel amassado . Apesar de tudo o rapaz conquistou seu coração, seus lindos olhos pareciam mais sedutores enquanto seu rosto carregava um sorriso cativante. A moça ia todos os dias no parque só pra encontrar o lindo homem .E o rapaz pareciam retribuir os minutos que ela esperava sentada naquele banco. O parque foi testemunha do amor puro dos dois ,eles passaram menos de um ano namorando . Minha mãe trabalhava em uma pequena loja no centro da cidade, mal conseguia se manter com o salário. Enquanto meu pai era um grande contador de uma pequena cidade, com seu dinheiro ele conseguiria alimentar duas famílias juntas. Em outro dia qualquer ela chegou horas antes no parque, estava muito ansiosa pra contar a grande notícia. Como ele reagiria? Meu pai chegou assustado ao parque depois de receber o recado. Ele ouviu sua explicação com calma, ela explicou que já deveria estar de dois meses de gravidez . Ele pensou em sua carreira, ele tinha acabado de conseguir um contrato com uma grande empresa Londrina .Um contrato muito grande. Ele queria ter voltado atrás, mas nunca deixaria sua amada e seu pequeno milagre sozinhos, ele não era covarde o suficiente pra isso. Ele amava ela, ele amava os dois… Em nove meses o pequeno milagre nasceu, seu menininho .O pequeno tinha seus olhos e seus sorriso, porém tinha a cor dos cabelos da mãe e a personalidade idêntica a dela. O menino se mostrava carinhoso e gostava muito de olhar seu reflexo nas poças de água do mesmo parque em que tudo começou. Ele completou seus 4 aninhos, era um menino muito esperto pra idade. Hoje era seu primeiro dia de aula ,e o menino teria uma grande notícia.
POV Criança :
Eu tinha acabado de acordar, papai me ajudou a me vestir com o uniforme enquanto mamãe fazia o café da manhã. Ele tinha terminado de amarrar os meus sapatos e me colocou em seus ombros.
__ Se segura garotão__ Ele relinchou como um cavalo e empinou.

__ AEOOOO SIILVEEEER__ Eu ria muito em seus ombros, essa era minha brincadeira preferida.
Ele desceu as escadas galopando e relichando, enquanto eu falava .
__ Mais rápido papai, mais rápiiiidoo__ Ele me sentou no sofá e arrumou minhas roupas.
Olhou em meus olhos e disse:
__ eu e a sua mãe temos duas notícias pra te dar__ Ele falava calmamente olhando no fundo dos meus olhos, aquilo estava me dando medo.

__ Qual notícia papai?

__ São duas ótimas notícias, acho que você vai gostar.

__ Conta paaaapai.

__ Nós vamos nos mudar pra um lugar chamando Londres, você já ouviu falar pequeno gênio?__ Era desse jeito que ele me chamava quando queria ver se eu tinha entendido.

__Sim papai… mas todos os meus amigos moram aqui .__ Eu estava triste, não queria deixar meus amigos pra trás.

__ Você vai fazer novos amigos em Londres querido__ Minha mãe se sentou ao meu lado, me colocou em seu colo e vez carinho meus cabelos.

__ E vamos a segunda notícia__ Ela me disse.

__ O que é mamãe ?__ Eu estava curioso.

__ É uma coisa que você vai ganhar__ Meu pai sorriu pra minha mãe e depois pra mim.

__ Uma bicicleta ?__Eu perguntei

__ Não não é bem uma bicicleta não.__ Ele riu e me respondeu.

__ Então o que é ?

__ Lembra o que você nos pediu no mês passado querido ?__ Mamãe olhou carinhosamente pra mim, enquanto me abraçava em seu colo.

__ Um dinossauro?

__ Talvez __ Ele riu__ mas não é essa a notícia não.

__ Você vai ganhar uma irmãzinha meu pequeno__ Mamãe explicou ajeitando meu cabelo .Papai beijou a minha testa e me pegou do colo da mamãe.

POV criança OFF
Meses se passaram, eles se mudaram e o casal descobriu que não ganharia uma irmãzinha, mas sim duas. Algum tempo depois, as duas meninas já estavam prontas pra conhecer o mundo. estava na parte de espera infantil do hospital, ele já tinha completado 5 anos. Brincava com um caminhãozinho quando seu pai entrou na sala. Ele parecia feliz ,agora ele não tinha um pequeno milagre….tinha três. Uma das bebês era uma cópia perfeitamente igual a outra ,uma cópia perfeitamente correta da genética.
__ Oi garotão, suas irmãzinhas nasceram. Ela são iguaizinhas sabia ?__ Ele perguntou ao menino.

__ Como eu vou saber quem é quem papai ?__ Ele parecia apreensivo. No começo o garoto até tinha gostado da ideia de ter duas pequenas companheiras pra brincadeiras.
Mas com o passar do tempo ele ficou esquecido, seus pais só sabiam falar de sapatinhos e do novo quartinho rosa na casa de praia.
__ É fácil meu pequeno gênio, uma das meninas tem uma manchinha em formato de borboleta no pulso. A outra não…__ Ele sorriu e pegou o menino no colo.

__ Quer ver elas ?

__ Posso ir pra casa ?__ Ele não tinha a menor vontade de ver a razão dos teus pais terem o “esquecido”.

__ Você estava tão ansioso meses atrás garotão, o que aconteceu ?

__ Só quero ir pra casa papai….tô cansado.__ O homem riu da encenação de bocejo do garoto. Apesar de pequeno o menininho já sabia muito bem o que queria,e fazia de tudo pra conseguir.
As meninas completaram um ano de idade, seus nomes eram e Lanay. A mais velha era a Lanay ,a pequena menininha com a manchinha no pulso. Os pais viviam sua vida em torno das bebês , agora tinha 6 anos. Já podia entender muita coisa do que acontecia. Ele pensou que seus pais não o amavam mais, só amavam as garotinhas. só era chamado pra ajudar os pais, sempre algo como “Traz a fralda ”, “Segura a pra mim querido?”. Só as menininhas ganhavam presente, ele não aguentava mais. Ele precisava dos pais, tinha acabado de aprender a ler porém ninguém tinha dado importância…Lanay tinha falado a sua primeira palavra hoje. tinha feito sua primeira cesta de basquete ….ninguém viu, e deu seus primeiros passos no mesmo momento. Certa noite antes de dormir ele pediu com todo o seu coração que suas irmãs não tivessem nascido ou então que elas sumisse…..
pobre garoto não sabia o que tinha pedido .
Uma das bebês não parava de chorar, tinha acordado com os gritos da menina. Ele viu sua mãe aninhando a criança mas ela continuava berrando, parecia agoniada, com muita dor. Ele ouviu seu pai falar baixo algo como: “Vou levar ela no médico querida, fique com a outra bebê e o ….ele precisa de nós” Seu pai pegou a bebê que continuava gritando, desceu as escadas e entrou no carro. acabou dormindo depois disso…
POV. Pai do :
Nossa menininha estava muito doente e eu tinha que contar isso. Entrei em casa com a pequena bebê em meus braços, quem diria que mesmo tão pequena assim ela passou por tudo isso sozinha.
__ O que o médico disse querido ?__ Ela parecia cansada, devia ter ficado acordada toda essa noite.

__ Nossa bebê tem leucemia linfoide aguda meu amor… ela nasceu com isso, ela passou por todo esse sofrimento quieta. É muito comum em crianças…é tipo um câncer que atinge os leucócitos produzidos pela medula óssea.__ Ela começou a chorar freneticamente, pegou a menina do meu colo e a beijou.
Ela não parava de chorar e eu não sabia o que fazer pra acalma-la , e foi nesse momento que vi o pequeno com seu pijama de dinossauros parado estático no meio da escada….
POV. criança :
Nos estávamos no hospital e meu papai estava tentando me explicar que a bebê mais velha tinha uma doença congênita. Ela sofria muito, ele disse que ela devia ter muita dor… por isso ele ouvira a pequena bebê chorar tanto a noite. Seu pai lhe falou que a menina devia ter mais dois anos de vida, talvez menos, e que era o único compatível para fazer a doação de sangue de medula…. A cada dia enquanto uma das bebês cresciam e se desenvolvia como uma criança normal, a outra bebê estava ficando cada vez pior. A pequena menina agora com três anos sofria com sangramentos pelo nariz e boca ,tinha manchas escuras pelo corpo e quase não conseguia andar pela dor. Seu estado físico ia de mal a péssimo a cada dia… queria nunca ter pedido pela sumiço da irmã, agora ele rezava todas as noites pra que Papai do Céu o levasse no lugar da menina. Seus pais ficariam felizes, a menina nunca mais sentiria dor…seria tudo normal novamente.
POV Pai do :
Nossa pequena Lanay fazia quimioterapia desde os seus 3 anos…ela agora tinha 5. Seus lindos cabelos castanhos lisos já não eram perceptíveis agora, ela começou a perde-los três meses atrás. Sua situação estava muito ruim nesse momento, a quimio não estava respondendo mais…. Ela tinha muito sono por isso não brincava mais, quase não comia e reclamava de dores de cabeça, sua gengiva sangrava e ela tinha dores nas articulações. Íamos viajar esse final de semana mas Lanay desmaiou e a levamos correndo pro hospital, o médico disse que podíamos nos preparar…. era o fim. O pequeno é a nossa única salvação, ele é tem compatibilidade 6\6 com a irmã….mas é difícil explicar pra um garotinho de 8 anos que quando enfiarem uma agulha na sua coluna será para o bem da irmã. Ele parecia querer colaborar, hoje é o dia da coleta….só temos mais esse último dia com Lanay.
POV. criança
Meu pai me falou que não mentiria pra mim, iria doer um pouco mas Lanay precisava disso…eu estava com muito medo. Eu estava me preparando, só a e a Cida estava em casa…ela era minha babá. Papai e mamãe estavam no hospital com Lanay. Eu não queria fazer isso, e foi aí que eu tomei a pior decisão da minha vida….desisti de salvar minha irmã. Eu escrevi a carta, coloquei no berço da ,ela me olhou com uma cara de “Você tem certeza disso ?” falei pra ela guardar a carta e entregar pro papai. Me escondi debaixo da cama…
POV. Pai do :
Eu fui pra casa, estava na hora…nosso anjinho iria fazer seu ato corajoso e salvar sua irmãzinha hoje. Lanay estava muito mal, ela respirava por meio de aparelhos e comia por sonda. Já não conversava com ninguém e sua atividade cerebral estava baixa… Entrei em casa subi as escadas e fui para o quarto do . Ele não estava lá, devia estar no quarto das meninas, ele adorava a gêmea mais nova. Ele a chamava de minha irmãzinha… a menina o amava e amava o apelido. Entrei no quarto e a menina ficou toda sorridente.
__ __ Eu a peguei no colo e beijei sua testa.

__ Papai você voltou__ Seu jeito de falar papai era todo fofo e bonitinho, ela falava pouco. Lanay era a mais falante das gêmeas.

__ Cadê a Lana papai ? Eu quero brincar com ela __ ela era bastante pequena mas sabia que sua irmã não estava em casa.

__ A Lana tá dodói ,mas o vai ajudar ela sabia?

__ Não, papai__ Ela apontou pro pedaço de papel amassado em seu travesseiro.
Era uma carta, uma carta do …dava pra perceber por sua caligrafia infantil.
“ DeSCulPA PApai,EU SEI quE A lANa PreECIsa De Mim MAS Eu NÃo Sou O MEniNo CorAjoSo QuE Você AchA QUe Sou. Eu SoU Só uM MeNIno,só Um gaROtO.Eu AMo MuitO MinhA IRmãzinhA….VocÊ Sabe. MaS Eu NãO POsso FazER IssO… AsS: SeU PeQueNO GÊnio”
E numa Terça-Feira ensolarada um dos meus pequenos milagres morreu…
POV :
E no momento em que me sentei em frente sua lápide uma borboleta pousou em meu ombro. De uma forma ou outra acho que ela me acompanharia pro lugar que fosse. No meu coração….
2 Temporada


Capitulo 1



2 meses depois :

POV :
Se passaram 2 meses , não sofria tanto quando 2 meses atrás , agora tinha suas ficantes , e continuavam se amando, os dois são mesmo apaixonados um pelo outro , tão fofos . estava sempre fazendo graças junto com o meu irmão , e eu estamos cada vez mas apaixonado pelo outro , sempre rolava um clima entre a gente , mas as pessoas ( ) viviam atrapalhando , parece que jogaram macumba no nosso relacionamento , desconfio da . Falando nas Bitchs , a dá em cima do na cara de pau , não importa se ele está namorando ou se a está do lado , ela da em cima dele mesmo assim ,já a não é muito diferente , mas ela já beijou meu namorado . Eu e a queremos esfregar a cara delas no asfalto , mas como agredir ou machucar animal é crime ... Aqui estou eu , deitada na minha cama , esperando alguma coisa acontecer mas está muito entediante , não sei o que fazer , se eu escrevo alguma coisa , ou apenas fico olhando o tempo passar , sair com a seria uma boa , peguei meu celular e liguei pra ela
conversa ON :

- Oiii , .

- Ah ... oi - falou com uma voz ofegante e a respiração pesada .

- O que ouve ?

- Ah , nada não - Ela falou , ouvi uns barulhos ao fundo ...
Na mesma hora eu me toquei .
- OMGGGGGG , , me desculpa , eu não sabia que ele está ai - Falei rindo .

- Ok , , Sim o está aqui , então ... - Ela falou .

- Ok , eu só queria saber se você quer sair comigo hoje a noite - Perguntei .

- Aham - ela falou tento regular a sua respiração , mas parecia que não estava escutando o que eu falava .

- Ok , então vou deixar você terminar o que estava fazendo - falei rindo .

- Aham , ia ser ótimo , tchau ... - Ela falou , e depois desligou .
Ok , eu preciso agora fazer alguma coisa , só vou sair com a a noite , ainda tenho o resto da tarde vazia . Desci as escada e fui até a cozinha , o que eu faço quando estou no tédio ? isso mesmo eu como . Peguei Doritos e uma latinha de Coca e fui assistir um filme ...
POV :
Sim a tem um time….. INCRÍVEL. Como ela conseguiu fazer isso eu não sei.
- Quem era ? - perguntou do meu lado me abraçando .

- A - Ele me olhou com uma cara de “Só podia ser”.

- E o que ela queria - ele falou recomeçando o que paramos .

- Eu não sei o que ela queria, mas eu sei muuito bem o que eu quero…. – então recomeçamos com um beijo e chegamos até onde paramos .

POV :
Eu tinha acabado de voltar de um encontro com o . Ele estava ficando com uma menina há um bom tempo, acho que dessa vez ele arrumou algo mais sério. A menina era até uma boa pessoa, mas algo nela não me passava confiança. Entrei dentro de casa e peguei a minha irmã assaltando os armários de casa, ela estava num estado deplorável. Seus cabelos estavam presos em coque bagunçado , ela usava um moletom azul grande demais pra ela , um short curto e estava de meias.
- Nooossa, vocÊ tá bem arrumada hoje hein ? - Eu falei pra irritá-la .

-HÁ HÁ HÁ, você devia fazer um cursinho pra humorista hein maninho… muito engraçado -Ela falou enfiando um colher tamanho gigante de sorvete de chocolate na boca .

- Chocolate ? - Eu perguntei.

- Aham… - ela mantinha seus olhos na TV .

- Hum …

- Que foi ? Quer um pouco ? - Ela ameaçou a colocar uma colherada na minha boca. Eu abri a boca - Tem na cozinha vai pegar !

- Sua má… Eu ia te convidar pra sair com os meninos e o , sabe ? Mas eu acho que você não quer né ? - Hoje em dia eu consigo qualquer coisa da minha irmãzinha falando no .

- Oque ? Onde ? Que hora hein ?. - BINGO .

POV :

- Bom , você sabe , sair , a noite com os meninos , só os meninos , nada de meninas como você e a - falou se jogando sofá .

- Ok , não tem problema , eu e a vamos sair hoje a noite mesmo - falei dando língua pra ele , e me sentei com meu pote de sorvete de chocolate , foi se arrastando até onde eu estava e roubou o meu pote de sorvete , e ergueu no alto para eu não pegar .

- OOOOOOO , devolve meu sorvete , Por favor - Falei fazendo cara de cachorrinho sem dono .

- Isso não funciona comigo , maninha - ele falou .

- Ok - falei me sentando no sofá e me encolhendo em um canto , e abraçando as minhas pernas .

- , você vai ficar triste só porque eu tomei seu sorvete ? - Ele perguntou .

- Talvez - falei olhando pra ele .

- Ahhhhhh , me esqueci o está vindo pra cá . - Ele falou com muita tranquilidade .

- COMO VOCÊ FALA ISSO AGORA , CRIATURA , OLHA O ESTADO QUE EU ESTOU ... HORRIVEL - continuei xingando ele enquanto subia a escada , e ouvi ele rindo lá embaixo .
Meu celular fez começou a vibrar no bolso do meu moletom peguei ele do meu bolso e vi uma mensagem do :
"Amor , eu estou indo pra sua casa , chego ai em 5 minutos" .
Ok , correndo pro banheiro , tenho que tomar um banho e me arrumar melhor , porque olha o estado que eu estou ... realmente a situação está difícil . Assim que eu tomei banho vesti minhas peças intimas e me enrolei na toalha , fui saindo do banheiro quando sinto braços me puxando pela cintura , Socorro é um sequestrador e eu estou de toalha , me virei pra pessoa e vi que era o . O ESTÁ ME VENDO APENAS DE TOALHA . ok , respira . nada de pânico , afinal ele é seu namorado . ele me olhou de cima a baixo e me deu um selinho .
- Como você entrou aqui ? o não iria deixar você subir no meu quarto - Falei surpresa .

- Eu tenho meus truques - ele falou continuando me beijando , foi tirando aos poucos minha toalha , assim que ele me viu apenas de peças intimas ele me agarrou e me jogou na cama , eu ri , então ele se deitou em cima de mim , e eu puxei seu rosto , para mas um beijo que foi ficando mas quente com o tempo , tirei sua blusa , ele me olhou bem malicioso .

- Acho que vamos passear no jardim .
Eu ri e ele me acompanhou , então senti suas mãos procurando o feche do sutiã . e as minhas foram em direção ao seu cinto ...
POV :
Estava sentado no sofá quando eu escuto barulhos bastantes conhecidos lá em cima , OH NÃO , NÃO , NÃO , NÃO ... minha maninha está ... fazendo isso ... eu aumentei o volume da minha televisão , mas mesmo assim eu continuava a ouvi , então resolvi deixar eles em paz ... E a “festa no jardim” continuava lá em cima. Minha maninha….tão pura…. NÃÃAÃÃÃOO. Eu tinha que ter tido aquele “papo” com ela. Agora ela está lá em cima com aquele pervertido oxigenado .Isso não vai ficar assim…. Estava me levantando do sofá quando ouvi a campainha tocar….SALVOS PELO GONGO.
- Oii - Era e trazia ao seu lado .

- Oi , Brother - falou .

- Entra gente…. - eles passaram por mim e se sentaram no sofá, quando fechei a porta a campainha tocou de novo .

- Foi aqui que pediram uma marguerita e uma meia calabresa meia de frango ? - Um rapaz com fantasia de frango perguntava em frente a minha porta .

- Nã ….- ia falar quando alguém me interrompeu .

- FOIII SIM - gritou lá do sofá .

- Eu não pedi….então vocês pagam - Eu disse olhando pra eles .

- Deixei a carteira em casa - disse se esquivando de pagar .

- Eu não vou pagar pizza pra dois marmanjos não - Eu falei com uma cara de “Folgadoooos” .

- Pode deixar eu pago - se levantou do sofá e veio até a porta. Abriu a carteira pra tirar o dinheiro….e nesse momento eu vi uma coisa muito estranha. tinha essa foto em sua carteira »> ( http://blogmail.com.br/fotos/2008/11/Beb%C3%AA-de-olhos-verdes.jpg ) .
Pera aê porque o tem uma foto dessa na carteira ?
Capitulo 2



POV :

tinha ido embora, ele disse que tinha que se encontrar com os meninos. Acho que vou ligar pra pra perguntar o que ela queria naquela hora . O telefone dela tocou até a dar caixa postal , porque essa menina não atende ? Ela deve está dormido, mas vou ligar de novo .
Dessa vez ela atendeu no último toque.
- ? - Alguém atendeu mas eu não ouvia uma resposta.

- Huum…- ela me respondeu com um barulho .

- Vamos sair mesmo hoje a noite ? - Tínhamos que marcar a hora .

- Aham ... - Essa garota tá tão monossilábica hoje .

- Você só vai ficar respondendo com barulhos sua retardada ? - e foi nesse momento que eu ouvi uma voz que me era conhecida ,mas não era da

- Quem é, amor ? - PERA AÊ ? OMG , ele estão ... ok , estou envergonhada de ligar nesse momento ...

POV :
Estávamos na casa do ,eu , e que tinha chegado depois do cara da pizza . Estávamos conversando sobre algo aleatório e comendo pizza , até que ouvimos barulhos lá de cima , barulhos BASTANTES conhecidos , olhamos um para o outro .
- Onde está o ? - Perguntei .

- Adivinha - falou apontando pra cima … parece que o dia do passeio no jardim chegou .

POV :
falou que os barulhos viam lá de cima e que eram do então….
- Ele e a ? - Eu fiquei com uma cara de apavorado, como o está aqui parado e ainda não arrombou a porta ? e ainda está aqui em baixo ouvindo tudo sem fazer nada ?

- Então como você se sente sabendo que sua irmã está fazendo coisas indecentes lá em cima ? - com perguntou com uma cara de pervertido .

- cala a boca - falou e o começou a rir .

- E você não vai fazer nada ? - Perguntei .

- E ele vai fazer o que ? - perguntou .

- Tu acha que ele vai subir no quarto dela e falar “Parou com essa brincadeira aqui…minha irmã tem que continuar pura até o casamento. Seu pervertido….” ? - comentou .

POV :
Ai Deus , eu falo da mas meu time é perfeito também hein ? VERGONHA ALHEIA .
- Ah desculpa , já entendi…bye -Ouvi ela rindo do outro lado da linha … desliguei imediatamente nem esperei ela responder ... aposto que estava mas vermelha que tomate .

POV :
Só o ... ele deve achar que a e o só ficam de mãozinhas dadas o dia inteiro né ?
- Eu não vou fazer nada... ela tá feliz então eu estou feliz .E além do mais acho que você tá precisando de uma namorada hein , senhor ? - Nós rimos .

- Como assim ? Deixa eu arranjar alguém quando eu estiver gostando dela , ok ?__ falou .

- Ok , ok - respondi .

- Você devia se preocupar com que está rolando lá em cima ... - falou .

- Não é só com minha irmã que isso acontece , não - Falei olhando pro .
arregalou os olhos , ele sabia o que tinha acontecido lá na casa de praia , mas pensava que só tinha acontecido lá , mas do jeito que eu conheço o e a , com certeza os dois não tinham parado só ali .
POV :
Os barulhos aumentaram e depois param.
- Acho que acabou a festa - Eu falei .

- Agora eu só imagino a cara daqueles dois quando descer e ver a gente olhando pra eles com uma cara pervertida - falou rindo .
Todos nós concordamos rindo imaginando como seria a cena .
- Acho que estão dormindo ... - falou .

- Bom chega de falar do que está acontecendo lá em cima - falou .

- Que jogos você tem ai , ? - perguntou .

POV :
Foi muito PERFEITO , eu tenho certeza que ele é o cara da minha vida ... ele foi delicado , amoroso , e é claro que teve seu lado selvagem , mas como não amar . agora estávamos deitados , ele estava dormindo , eu estava apenas o observando ele dormir , até que ele abriu seus olhos e BUM me coração disparou ao enxergar seus lindo olhos , ele sorriu e eu me aproximei dele e dei um selinho , ele me puxou pela cintura e assim nós dois dormimos ... abraçados .
POV :

- Genteee ,não ia ser “noite dos garotos” ? Tipo …tem uma garota na casa. Assim não vale… - Eu disse .

- Que que você quer ? Que eu expulse minha irmã do quarto dela ? - falou comigo como se falasse com uma criança .

- Não, só ... deixa quieto - Eu não ia tentar explicar minha linha de pensamento pro lerdo do .

- Vamos jogar verdade ou consequência ? - disse com sua cara de “eu sei o que vocês fizeram no verão passado” .

- VAMOOOOOOOOOOOOOOOS - Falamos em uníssono .

- Vou pegar uma garrafa, já venho. - saiu correndo indo pra cozinha pra pegar a garrafa . A campainha tocou… .

- Alguém atende pra mim ? - gritou lá da cozinha .
Todos na sala se fizeram de surdo então sobrou pra mim. Ô povinho preguiçoso . Assim que abri a porta vi uma mulher BASTANTE conhecida para mim . Mas o que ELA estava fazendo aqui ? E porque ela trouxe ele ?
- Eu não sei se você esqueceu…mas hoje é o seu dia de ficar com ele. - Ela jogou o menino em meus braços e foi embora. Não deixou nada além de uma bolsa azul com algumas fraldas e mudas de roupinhas .
Como eu vou explicar isso agora ?
POV :
Quando voltei pra sala encontrei uma cena muito estranha. Todos os meninos olhavam pra com um bebê no colo, e o mais estranho é que eu conhecia aquele bebê…era o bebê da foto .
POV :
Cara que tédio….ficar em uma casa sem ninguém já é um tédio, mas saber que a sua amiga tá se divertindo e você está vendo o canal de culinária é muito pior. Ai eu não vou ficar em casa sem fazer nada, vou pra casa do … aposto que o povo tá todo lá.
POV :
segurou o bebê enquanto a mulher dava meia volta e ia embora .
- , de quem é esse bebê ? -Perguntei .

- Ah... esse é ... meu sobrinho , eu tenho que tomar conta dele - ele explicou .

- Mas ... ok então , onde você vai deixar ele ? - perguntou .

- Eu não sei , eu nunca cuidei de um bebê , alguém aqui sabe ? - perguntou .

- Eu sei - Alguém falou atrás do .

.

- Maninha , desde quando você sabe cuidar de bebê ?__ perguntei .

- Desde aquele dia que nos dois tivemos que cuidar do nosso priminho , lembra ? - Ela perguntou .

- Aham agora me lembrei , foi um ótimo dia de aprendizagem , pena que eu não aprendi nada . – Falei .

- Claro , você só sabia comer a papinha do bebê - falou encarando o irmão com a cara séria .
Capitulo 3



POV :
Aquele garotinho era uma fofura, tinha as bochechas gordinhas e rosinhas. Devia ter um pouco mais que dois meses de idade.
- Qual é o nome dele ? - Ele olhava pro menininho com uma cara estranha. Metade abobalhado metade assustado. Acho que ele nunca tinha estado como seu priminho sozinho na vida .

- O nome é Benjamim, significa filho da felicidade. Mas você pode chamar ele de Ben ... ele gosta desse apelido .

- Olá Beeeen, como você tá hein ? - Falei pegando o menino dos braços do . O bebê sorriu , ai que fofo .

- Você não acha que ele vai responde né ? - perguntou dando um beijo na bochecha do garoto .

- Ele não fala, é muito novinho. Só tem 2 meses… - falou .

- Ele é filho de quem da sua família , ? - perguntou desconfiado tirando o de seus devaneios .

- Da minha prima …- Ele falou brincando com o cabelinho do bebê .

- Acho que não vai ter mais noite de garotos né ? - eu falei olhado em seus olhos .

- Éh desculpa pessoal, eu posso levar ele pra casa se vocês quiserem…

POV :

- , você não vai saber cuidar de um bebê sozinho , então fique aqui que a gente te ajuda - falou sorrindo .

- Ela tem razão - falou .

- Ok , o que vamos fazer ? - Perguntei .

- Vamos fazer ele dormir , depois se ele chorar damos uma mamadeira ou trocamos a fralda dele . - falou .

- Vamos colocar ele aqui pra dormir - falou .
Colocamos o Ben em um lugar aconchegante , e ele dormiu . Ouvimos pessoas descendo as escadas e vimos a junto com o . Todos nós olhamos pros dois e fizemos uma cara safada ... Huuuum parece que a festa no jardim terminou ...
POV :
Eles desceram as escadas de mãos dadas, e foi meio impossível não fazer uma cara de “SAFADEEEEEEEENHOS” . a foi logo ficando corada e apertou a mão do namorado .
- Que foi gente ? - perguntou ficando vermelho também . ai meu Deus , que vontade de rir da cara desses dois pervertidos .

- Éh que foi ? - perguntou se escondendo atrás do .

- Nada ué…. Talvez seja porque que vocês fizeram o tal passeio no jardim - falou olhando com uma cara de velhinho pervertido. Então todos __ menos a e o __ fizemos cara de safados pervertidos , só para zoar com eles .

- , a gente ia ter a noite dos “garotos” e você apronta essa , que feio , seu oxigenado - falou tentando não rir da cara de tacho do . Todos nós rimos .
O Ben começou a chorar… correu pra acalmá-lo.
- QUE BARULHO FOI ESSE ? - perguntou com os olhos arregalados .

- É um bebê maninha, nunca ouviu não ? não sei pra que esse grito , assim tu assusta o menino , acho que ele ficou traumatizado , coitadinho - falou, depois riu com as língua entre os dentes .

- Disso eu sei Mr. Óbvio, é eu não traumatizei ele , acho que ele é capaz de se assustar com essa sua cara de demente , mas de quem é o bebê ? - Ela falou sorrindo para o irmão , fechou a cara e fez careta , puxou pela mão e eles se sentaram aos pés de .

- É do - respondeu .

- DO ? - Eles olhavam incrédulos para com um bebezinho no colo .

- Ele é meu sobrinho seus pervertidos safados. - explicava rindo .

- Ufa … - mostrou-se aliviado .

POV :
Ben parecia mais calmo, ele agora dormia em meus braços. Nunca imaginei como seria gratificante ter aquele pequenino em meu colo. Ele respirava tão baixinho e quando o peguei pela primeira vez eu tinha tanto medo de deixá-lo cair. Eu sentei no sofá segurando aquela coisinha de enrolada em uma mantinha de gatinhos, me sentei do lado da . Ele tinha a cor de cabelo da mãe…
- Quer segurar ele ? - Perguntei me virando para , ela demostrava tanto medo em pegar aquele menininho que parecia que eu segurava um filhote de bicho papão em meus braços.

- Ele não vai ter morder - Eu falei colocando Ben em seus braços bem devagarinho .
Ela o segurou, Ben se ajeitou e sorriu em seus braços.
- Você tem jeito com isso sabia ? - Eu lhe confidenciei.

- Já pode ter um hein ? - quebrou completamente a aura fofa do local .

POV :
Olhei a segurando o bebê , e a com uma cara de "Awwwwww" , ela empurrou o do sofá e ficou do lado da , elas se olharam e sorriram .
- Que segurar agora , ? - perguntou .

- Que ? ... Ah ... não , acho melhor não . - falou , ela parecia com medo de segurar aquele bebê tão pequenino .

- Vamos , eu sei que você estar se mordendo pra segurar o Ben . - falou dando o Ben pra segurar , ela pegou e sorriu . O Ben riu pra ela e a fez um "Owwwww" .

- Acho que nossas namoradas , trocaram a gente - falou pro .

- Também acho - respondeu olhando pra com o Ben .
Se passou uns 30 minutos e a mulher que veio deixar o Ben chegou , entregou o bebê pra ela . Ela saiu sem ao menos dizer um "obrigada" , que mal educada .
POV :
Eu e a nos apaixonamos por aquele bebê , ele é um anjinho , lindo , fofo , que parecia um bonequinho .
- , ele parece MUITO com você . - falou .

- Pois é a genética da família , sempre os homens ficam mais lindos que as mulheres . - Ele falou se gabando .
- HAHAHAHAHAHAHA NO . - Falei .
todos riram ...
POV :
A moça tinha ido embora e levou o pequeno e extremamente fofo: Ben.
- Awwwww ele é tãããão fofinhooo - virou pra mim com uma carinha de “Eu quero um pra mim ”.

- Éh também achei - Eu peguei na mão dela e ficamos pulando igual idiotas.

- Fomos trocados caro - abraçou fingindo choro.

- EU NÃÃO MEREÇO ISSOOOOOOOO - fez seu melhor barulho de soluços e lágrimas.

- Ah larguem de serem dramáticos ... porque assim ... eu choro também - disse imitando os outros com choros e soluços .

- O bebê é mô fofo mesmo, nem parece sobrinho do - falou rindo .

- HA HA HA Nossa obrigado pela parte que me toca - disse fazendo cara de sarcasmo .

- Eu queria um sobrinho assim - falou fazendo biquinho .

- Mas a gente tem o Ben, podemos pedir pra prima do deixar ele aqui todo dia. - disse com uma cara de “ Descobri a América “ .

- Nananinanão , maninha, eu não vou criar nenhum bebê cabeludo não .

- E nem precisa ele tem UM PAI , beleza ? - de exaltou.

- Calma , porque ficou nervoso ? Era brincadeira , Dude . - falou .
Ele prece ter ficado assustado com a reação inesperada do .
- Desculpa… eu acho que eu vou indo ok ? Até amanhã pessoal - foi saindo, olhando pro chão. Ele não olhou em momento nenhum em nossos olhos, parecia envergonhado .

- OI ? Oque acabou de acontecer aqui ? - perguntou .

- Não faço a menor ideia… filminho ? - falou se sentando no sofá .

- Porque não né ? - sentou ao seu lado .

- ROMAAAAANCEE – eu e a falaram falamos juntas.

- TERROOOOOOOOOR – TODOS os meninos falaram juntos .

POV :
Porque todo homem gosta de filme de terror , eles não sabem que as meninas tem medo disso , isso traumatiza a pessoa , eu fico sem dormir , fico com medo do bicho puxar meu pé a noite , depois que assisti Atividade Paranormal 1 , eu dormia encolhida abraçadas com as minhas pernas pro o bicho não puxar minhas pernas .
- Nãooooooooooooo - eu e a falamos juntas .
Os meninos riram .
- Por favor , não coloca terror , eu não vou conseguir dormir a noite - falou .

- Eu te ajudo a dormir - falou .

- OPA OPA OPA , como é que é ? - falou .
Todos riram
- Vamos colocar qual filme ? - perguntou .

- Vamos assistir o Exorcismo - falou com o filme na mão .

- O QUEEEEEE - Eu e a falou juntas de novo .
Se eu já me assustei com a capa de trás filme , imagina com o FILME .
- NÃO , NÃOOOOOOOO , vou pra casa - falou .

- Não , a senhorita vai ficar aqui e assistir o filme comigo - Eu falei puxando ela pra sentar do meu lado .

- Porque vocês fazem isso com a gente - perguntou eu me abracei a ela e nos duas fizemos biquinho . Os nossos namorados fizeram um "Awww" , já nossos irmãos riram de um jeito de dar medo .

- Porque somos do mal - falou rindo junto com o ...
Capitulo 4



POV :
Eu não queria ficar ali, teria sido melhor ter ido pra casa. Não foi uma cena legal ver alguém rodando a cabeça a 360°C…..QUE HORROR . Eu estava abraçada ao , enquanto já parecia ter se fundido ao corpo do . Aquela menina estava tão agarrada nele que eu já não conseguia diferenciar de á essa altura. O filme foi continuando e eu fui me agarrando mais ao , ele me abraçava de lado e quando acontecia cenas mais fortes ele beijava o alto da minha cabeça. já tinha dormido na metade do filme, ele estava babando no ombro do ,que o empurrava pro lado afastando-o. Mas sempre tombava ao seu ombro novamente….a camiseta do já estava meio molhada de tanta baba . fazia carinho nos cabelos de e eu não dava dois minutos pra ela dormir. Começou a chover….o que deixava o filme mais assustador. Foram as duas horas mais longas da MINHA VIDA . jogou o pra fora do sofá, e ele caiu no chão acordando. Nós estávamos com dor na barriga de tanto rir dele .
- Oque ? Aonde ? - ele levantou desorientado, com uma cara de sono .

- Já acabou o filme seu palhaço… - falou tirando o DVD .

- EU NÃO VOU CONSEGUIR DORMIR ESSA NOITE - falou com os olhos esbugalhados, ela ainda não tinha desgarrado do …. e ele estava gostando disso .

- Larga de ser bebê maninha….é só um FILMEEE . - E no momento em que ele falou isso escutamos 3 batidas na porta. As luzes se apagaram e quando acenderam o tinha sumido. A tempestade lá fora não ajudava muito, relampeava a todo minuto… TUDUUUUUUUUUUUUUUUM. Ouviu-se um estrondo …

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHH - Nós gritamos todos juntos.

- CADÊêêêÊ O ? - Eu perguntei gritando .
Todos estavam muito assustados, aquilo estava parecendo filme de terror ... e o primeiro a sumir foi o . Olhamos para todos os lados, ele não podia ter sumido assim tão rápido. Ainda mais o …aquela tartaruga humana .
- Eu só vim atender a porta….seus imbecis - falou já perto da porta , como a gente não percebeu aquele idiota ali ?

- Estúpido… - falou rolando os olhos . Ele abriu a porta que revelou um acabado, cheio de olheiras e com um bebê no colo . Ele trazia uma mochila menor em suas costas, estava todo molhado. Seus cabelo estava encharcados e o menininho parecia estar sentindo frio apesar das 2 cobertas e uma mantinha onde estava enrolado.

- Ele não parava de chorar….eu não sei mais o que fazer . - parecia desesperado.
POV :

- Minha nossa senhora , , você trouxe o bebê na chuva ? está louco ? - Falei .

- Entra , vamos ter que enxugar ele e aquecer , ele pode pegar uma gripe - falou .
pegou o bebê do colo do .

- vamos dar um banho nele com água morna , meninos peguem uma toalha pro se enxugar , por favor .

POV : Então elas subiram pra dar um banho no Ben .
- Elas dão mais atenção pro bebê do que pros seus próprios namorados - Falei emburrado .

- Concordo - falou .
foi pegar uma toalha do .
POV :
Damos um banho no Ben , pegamos alguns cobertores e enrolamos ele , e colocamos em cima da cama .

- Sabe , ele parece muito com o - falou .

- Claro , ele é sobrinho dele , tem que ter alguma coisa parecida - falou com uma cara de óbvio .

- Eu sei , mas ele tem até o jeito que o sorri . - falou olhando pro bebê .

- Isso não podemos negar . - Falei .
Ficamos um tempo olhando pro Ben dormindo , até que o entrou no quarto , sorriu quando viu o Ben dormindo feito um anjinho .
- Sabe , eu tenho uma coisa pra contar , isso já está ficando muito ruim de guardar . – ele falou olhando nos nossos olhos .

- Fala logo , , já está me deixando preocupada . – Falei .

- Bom ... o Ben , é o meu ... filho – Ele falou olhando pro chão , depois olhando pro Ben .

- Nossa – Eu falei .

- Olha , , não vamos de julgar , afinal você ama esse pequeno , então eu e a vamos te apoiar em tudo que você precisar , afinal amigos servem pra isso , não é ? - falou segurando a mão dele .
olhou pra nos duas e sorriu .
POV :
Ok , eu ainda estou chocada com que o falou , eu sei que estava muito na cara que o Ben era filho dele , só que UOU né ? Ele é muito jovem pra ter um filho , mas temos que ficar do lado dele , ele ama demais seu filho , isso é muito lindo , enquanto a mãe não da a mínima para criança , essa mulher merece levar uns tapas na cara .
POV : As meninas traziam Benjamim no colo, o menino dormia silenciosamente….quase não se percebia sua respiração. parecia mais clamo porém tinha o semblante confuso, ele pegou o menino dos braços de . Sentou-se no sofá e começou a falar.
- Eu não vou conseguir esconder isso por muito mais tempo … e eu não me sinto bem guardando segredos de vocês, meus melhores amigos. Eu me sinto mal por não contar a verdade então vou começar me explicando. Benjamim não é meu sobrinho, ele é meu filho .
COMO ASSIM ? O ELE É PAI ? QUEM É A MÃE DO BEN ?
- Vocês lembram da Marie né ? Então, nós ficamos juntos antes de todos nós nos conhecermos … ela me parecia legal. Depois de um tempo de brigas constantes eu terminei com ela, semanas depois ela veio com uma história de que estava grávida. No dia eu pirei, isso não podia ter acontecido, eu era muito novo pra ser pai. Ela não queria ter o bebê, falou que quando ele nascesse só iríamos esperar ele fazer 2 meses daríamos o Ben pra adoção…
Eu não estou acreditando, eu lembrava da Marie . Eles viviam agarrados mesmo….mas eu não acreditava que o tinha um filho e não tinha nós contado nada . Porque ele escondeu isso por tanto tempo ?
POV :
Eu não sentiria bem escondendo o meu Ben deles, até porque eu ia precisar de ajudar pra criar o garoto . Eu não entendia nada sobre bebês e partir de hoje Ben não tinha mais mãe.
- Ela me deu um prazo, disse que eu tinha até ontem pra arrumar uma família pra ele ou ela ia largar o menino na rua. Eu disse que isso nunca iria acontecer, eu podia arrumar um trabalho que me desse mais dinheiro. Ficaria sem comer só pra alimentar ele…hoje mais cedo ela pegou ele pra levar pra doação. Mas o Ben não é um cachorro pra ser deixado num cantinho esperando pro alguém que tenha a bondade de adotá-lo . Eu falei com ela que eu não ia deixá-la fazer isso, então ela jogou o menino nos meus braços e falou que se eu quisesse tanto ele que eu cuidasse afinal….agora ele só tem um pai.

POV :
Como uma pessoa tão má pode fazer isso com um bebê , contou toda a historia sobre o Ben e a mãe dele , não acredito que uma mulher que devia ter instinto materno fez isso com uma criança , mais não , aquela mulher queria colocar o pequeno Ben pra adoção hoje , acho que a está com uma vontade de meter a mão na cara desse Marie . estava com o bebê nos braços parecia tão feliz com o pequeno Ben .
- Um dia a gente ainda vai ter filhos , - falou pra .

- Eu sei - Ela se levantou e beijou o .

- Posso dizer a mesma coisa pra você , . - falou pra mim .

- Awwwwww , . - me levantei e fui beijar ele .

POV :

- OOOOOOOK SEM MELAÇÃO , BELEZA ? - Eu disse
- ECA - falou tampando os olhos.
Eles se abraçaram e o beijou a testa de Ben. O menino riu …
- Awwwwwwwwwwww –Todos nós achamos sua risadinha tãão fofa .
TUDUUUUUUUM….Um relâmpago parecia ter caído bem do lado da janela, vimos até o claro. Benjamim começou a chorar…. o abraçou :
- O papai tá aqui Ben, o papai tá aqui. Você tá seguro, você não tá sozinho não ….- Ele diziam ninado o garoto de um lado para o outro.

- Não está mesmo - falou.

- Todos nós vamos te ajudar - falou passando a mão nos cabelos de Benjamim.

- Claro que vamos… - falou e beijou a bochecha…Não, não foi a bochecha do Ben .

- Estamos aqui pro que der e vier - disse e abraçou , empurrando do sofá.
Todos estavam olhando pra mim, acho que esperavam a minha declaração.
- Tudo bem mas eu não vou troca a fralda do cabeludinho aê não ….

POV :
Ok , eu não ia mesmo trocar a fralda do Ben , que troque , além do mais ele tem que aprender .
- Eu também não vou trocar - falou levantando a mão .

- Ok , eu fico com essa parte , mas eu não sei fazer isso - falou .

- Ufa - os outros meninos falaram .
eu ri junto com a .
- A gente vê isso na internet - .
Ben levantou a mãozinha e tocou no queixo do . todo mundo fez uma "Awww" tudo que o Ben fazia de fofo todo mundo falava "Awww" porque ele parece um anjinho , uma fofura .
- Acho que está na hora de ir colocar ele pra dormir , tenho que ir . - falou .

- Qualquer coisa você liga - falou

- Ok , falou galera - foi embora .

- Bom , já está de noite , uns dez horas da noite , tenho que ir , vamos maninho - falou , foi até o deu um beijo que durou mas de 5 minutos . teve que puxar a irmã para poder ir embora .
- Vou indo também - falou me deu um beijo e foi embora .

- Ok , já pra cama , maninha - falou olhando pra mim .

- Não sou mais criança , __ Falei .

- Mais pra mim você ainda é - Ele falou me empurrando para as escadas ...
Capitulo 5



POV :
O tempo foi passando e a nossa amizade só crescia . tinha virado um pai modelo, não sei como aquele moleque se transformou TÃO RÁPIDOO .Não me lembro do dia que o se transformou no pai do ano ….deve ter sido no meio de tantas fraldas sujas e noites mal dormidas. Ele tinha amadurecido de forma incrível, hoje ele já sabia 5 formas de fazer o Ben parar de chorar . Todos nós morríamos de fofura com aquele anjinho , ele também evoluiu muito rápido. Agora eu acredito no que a minha mãe dizia “Eles crescem tããããão rápido”. O momento mais fofo de toda a minha existência foi num domingo a tarde quando trouxe Ben aqui em casa, todos estávamos sentados no sofá olhando igual 7 idiotas para aquele anjinho.
PASSADO ON :
Ben já devia ter uns 9 meses, ele estava sentado no carpete brincando com uma cenourinha de plástico que eu não falo “nem que me corte o pescoço” que foi que deu….. Ele jogou a cenourinha pro alto e ela caiu há 1 metro do nosso pequeno Ben, tinha levantado pra pegar….mas então aconteceu uma coisa que nenhum de nós esperávamos. Quando pegou a cenourinha e olhou pra trás Ben já estava de pé, todos nós ficamos iguais a loucos. Ele se equilibrou em seus pezinhos, parecia que iria cair a qualquer momento. Mas não, ele deu passinhos curtos e nós o incentivamos com “Vaiii Ben” “Você consegue” e ouvi alguém gritar algo como “Não disse, cenouras fazem bem pra saúde” e algo como “Ele deve estar com muita fome né?”. Ben andou seu percurso e pegou a cenourinha da mão do , logo caindo sentado e enfiando a cenoura na boca. Nós tínhamos acabado de presenciar os primeiros passinhos daquela coisa fofa.
PASSADO OFF .
Mas algo muito fofo aconteceu ontem, estávamos a um dia do aniversário de um aninho do Benjamim ( http://static3.roupinhasbebe.com/files/2012/12/colecao-paraiso-moda-bebe-2013.jpg?41ed4f ) Ele estava na sala encostado na mesa, já tinha virado o pai mais coruja do mundo. Era um tal de “Ben do papai” pra cá “Bebê do ” pra lá, acho que não existia bebê mais mimado no mundo do que esse garotinho. Nós estávamos aprontando todos os preparativos para sua festa de aniversário que é hoje. Ele estava vestido com a camisetinha xadrez que a deu e minha bermudinha cáqui. tinha pegado ele no colo e arrumava seus cabelos (que tinham ganhado um tom de loiro, herança da mãe que nunca apareceu nem pra dar um oi) E o Ben surpreendeu a todos.
- Seu cabelo tá desarrumado sabia garotão ? Desse jeito nenhuma bebezinha vai vir pra tua festa - falava passando a mão pelos seus cabelinhos .

- Papa …
parecia que tinha visto um fantasma, ele tinha arregalado os olhos e abrido a boca.
- Alguém ouviu isso ou eu estou ficando doido ? Repete Ben ... - Todos já tínhamos corrido pra presenciar sua primeira palavra .

- Papa… - Ben falava sua primeira palavrinha . fizemos a maior festa com esse acontecimento , as meninas ficaram apertando as bochechinhas dele o tempo todo .

- Ele deve tá com fome né ? - comentou .

POV :
O Tempo foi passando . e a brigavam raramente , e quando brigavam voltavam muito rápido , eles realmente se amavam , eles faziam a festa no "jardim' sempre que podiam , eu não gostava muito , mas fazer o que , eles saiam sozinhos passeavam por toda Londres , viajaram pra Paris pra comemorar 2 anos de namoro , presenteou no seu aniversário , e ela fez o mesmo no aniversário dele , certo dia , ele convidou ela para um jantar romântico , e lá ele a pediu em casamento , ele se ajoelhou e pediu sua mão , ela aceitou na hora e ficou emocionada e se jogou nos braços dele , hoje está pirando com os preparativos do casamento . elas agora tem 24 anos , está se arrumando pro seu lindo casamento , nosso pai vai acompanhar ela , e entregar ela para seu noivo : . Estou agora com o ele está bem nervoso , afinal é seu casamento com a mulher que ele ama , só em pensar que tudo começou com uma simples visita na casa do , então BUMMMMM , viramos melhores amigos . Eu me emociono em pensar que minha maninha está se casando . Hoje eu e os meninos temos 26 anos , estamos crescidos , com nossos empregos , mas não largamos de ser as crianças , sempre fazemos brincadeiras uns com os outros . Chegou a Hora , eu estou sentado ao lado da , e ela está do lado do . Começa a tocar a música é entra muito linda (http://chocolla.com.br/wp-content/uploads/2012/04/VestidoNoivaColorido-9.jpg ) Os olhos do brilhavam quando viu ela entrar em seu campo de visão . todos se levantaram . A cerimonia foi ocorrendo até que chegou a hora do sim .
- , você aceita como seu legitimo marido ? - o Padre perguntou .

- Sim , eu aceito - Ela falou sorrindo para o .

- , você aceita como sua legitima esposa ? - O padre perguntou para o .

- Sim , eu aceito . - Ele falou olhando para ela .

- Agora o noivo pode beijar a noiva - O Padre falou .
se aproximou e segurou a cintura da e a beijou , os convidados aplaudiram de pé . Fomos todas pro Buffet , lá ia jogar o buque , não entrou naquela fila de mulheres prontas pra pegar o buque , ela apenas ficou sentado ao lado do conversando . jogou o buque , ele foi lá pra cima e caiu direto no colo da , ela meio que se assustou , pegou o buque e olhou pra , piscou pra e foi pro lado do . sorriu e beijou a . Chegou o momento da lua de mel , eles viajaram pro Caribe ( http://vitrinenews.com.br/vitrine/images/stories/turismo/internacional/caribe/caribe6.jpg ) . Depois de 2 semanas eles voltaram , agora eles já tinha uma casa só deles ( https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQgx3K_qQv2T3an1K2k8_DgemF4t8UG-IdfJrsdKBvTGrzfXKQhAg ) . A gente sempre se reunia e conversava sobre muitas coisas , até que começou a passar muito mal , levou ela para o Hospital e lá o Doutor disse que ela estava grávida , então isso quer dizer que eu vou ser titio , eu fiquei MUITO feliz com a novidade , se passou 9 meses , até que o bebê nasceu , ELA era linda , isso mesmo era uma menina . dizia que era sua princesinha , porque agora a era sua rainha , depois de algum tempinho o bebê ficou assim : (http://bebeaporter.files.wordpress.com/2011/05/banho-de-bebe.jpg ) , eu sou tio de uma coisa muito fofa . e completaram já 3 anos de casados .
capitulo 6



POV :
A filha de e era uma menininha muito linda, ela adorava música. Nunca vi uma bebê tão esperta como Rebeca. Ela adorava brincar com Ben que agora já estava um pouquinho maior (http://im.portaisdamoda.com.br/gal112/22154d.jpg) Becky era uma menina alegre que adorava quando o Tio fazia um topete em seu cabelo. tratava a menininha como filha, apesar que daqui a uns 3 meses sua menininha (é mais uma menininha para a família) iria chegar. O casamento da minha irmã foi lindo, eu não esperava chorar tanto como naquele dia.
CASAMENTO ON :
Minha irmã parecia muito nervosa, eu entraria com ela….porque , você sabe….nada de nosso pai aparecer . Nunca . Ela estava FANTÁSTICA, nunca pensei que ia falar isso sobre a minha irmã (http://1.bp.blogspot.com/_ADJKz3I8jeA/S-myKtvLA5I/AAAAAAAACW8/9c0yXDwq9Tw/s1600/Vestido_de_noiva_de_Giorgio_Novias_Vestidos_de_noiva_Noivas_Casamentos_Vestidos_de_noiva_Fatos_de_noiva_Vestidos_de_festa_Fatos_de_festa_Fatos_de_noivo.jpg) O casamento foi simples em um jardim, porém foi o casamento mais bonito que eu vi em toda a minha vida (http://www.noivaseetc.com/wp-content/uploads/2010/11/00010.jpg) Nossa mãe parecia orgulhosa de sua menininha, eu e ela não parávamos de chorar por um segundo sequer . Os meninos me zoaram pelo resto da minha existência. Mas quem liga ? Depois de muitos gritos nossos de “DISCURSO,DISCURSO,DISCURSO” se levantou. Nunca ouvi o ele falar um texto tão grande em toda minha vida
- Eu não sei muito bem como começar - Ele disse

- Começa pelo começo ué…- Ben gritou, fazendo um toque de mãos com o .Todos nós rimos…

- Ok então Benjamim Edward - sabia que Ben odiava ser chamado pelo nome todo. - Era uma sexta feira um pouco nublada, o sol estava a pino…devia ser 5 horas da tarde…

- Pensando melhor começa pelo meio Tio ….- Aquele menino era um piadista.
semicerrou os olhos e riu. Acho que Ben entendeu que se ele interrompesse mais uma vez alguém não ganharia o tal skate no natal.
- Como eu ia dizendo….num dia em que eu achei que nada daria certo, que eu não ia conseguir sair do poço fundo em que eu tinha me enfiado que os olhos dela - ele falou olhando com ternura pra - da minha “esposa” - Ele pronunciou a palavra como se ela fosse doce em seus lábios - me resgataram . Eu nunca iria imaginar que uma garota tão pequena iria se transformar na “minha grande mulher”. A mulher que desde o primeiro segundo que a vi percebi que nunca mais iria conseguir respirar se esse ar não tivesse seu perfume. A mulher que tocou meu coração de um jeito que nenhuma….. Enfim eu não poderia imaginar que eu, conseguiria uma mulher tão incrível como ela. A mulher da minha vida….meu verdadeiro amor .

CASAMENTO OFF
É e agora eles estão passando suas férias na Grécia….não me pergunte porque , eu não tenho a mínima ideia. Hoje a me ligou e pediu pra chamar o pessoal aqui em casa, ela disse que tinha que mandar notícias pelo skype e que queria todos aqui. Todo mundo já tinha chegado e a já estava iniciando a chamada de vídeo.
~chamada de vídeo ON~

-ELES ESTÃO AQUI ….VEM LOGOO - gritou olhando pro lado do quarto.

- Calma querida eu já tô indoo. - Ouvimos passos e tropeçou em algo BUM….só vimos um vulto se estabacando no chão.
abaixou a cabeça e começou a gargalhar, fizemos a mesma coisa. se arrumou rápido e sentou na frente da câmera…
- Eu tropecei….- ele disse

- Percebemos Tio -Ben disse já vermelho de tanto rir.

- Não ria do , Benjamim - deu uma de pai rígido, como se ele não tivesse rido também.

- Tudo bem papai - Ele parou de rir na mesma hora.

- Temos notícias - falou abrindo um sorriso que eu já conhecia.
pegou uma caixinha e tirou algo de dentro dela … um sapatinho rosa.
- O que isso quer dizer ?Eles fizeram compras ? - perguntou.

- Mais é lerdo uma pessoa dessa - disse.

- AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH NÃÃÃÃO ACREDITOOOOO ….VOCÊ TÁ GRÁÁÁÁVIDAAAAA - gritou igual uma louca.
Todos tinham se assustado e tinha pegado Becky no colo, ela tocou no queixo do dele .
- Papa … - A cena se repetia.

- Duvido que essa ai quis falar “Papai”… - Nós rimos e parecia uma idiota.
Capatilo 7



POV :
A filha da nasceu , era a muito linda ( https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcS94M6EkKvWJs6_XAZoPNHopoGxIP92fZwghf5Fdp-xr055GUFzYg ) Ela tinha os olhos do pai e o cabelo da mãe . Sua filha se chamava Annie , vivia , mimando a menininha . Eles estavam super felizes juntos . , encontrou alguém muito especial em sua vida , durante uma viajem a Itália , ele encontrou uma mulher chamada Luna , ela é muito fofa , e linda , eu e a tratamos logo de fazer amizade , é conseguimos , ficamos melhores amigas . realmente se apaixonou por ela , eles namoram por um tempo , eles já tinha 1 anos de namoro , ele então levou ela para uma viagem , onde pediu ela em casamento , agora quem estava pirando para fazer tudo dar certo no casamento era eu e a .
Casamento ON :
estava muito animada e ficava chorando de emoção junto com a mãe , é ... parece que a cena se junta de novo . Luna estava linda , e bastante emocionado . Aconteceu toda a cerimonia até que chegou a hora deles se beijarem , beijou a Luna delicadamente e todos aplaudiram . foi dar um abraço no seu irmão .
Casamento OFF
Eles foram pra Lua de Mel ,voltaram , tinha uma casa só pra eles , se passaram alguns meses , Luna estava grávida . Certo dia assistindo TV com sua esposa quando ela sentiu alguma coisa .
- ... - Ela falou .

- Que foi , amor ? - Ele perguntou olhando pra ela .

- Acho que a bolsa estourou . - Ela falou .

- Meu Deus , vamos Luna , vamos pro Hospital . - Ele ajudou ela se levantar .
Eles chegaram no hospital , os médicos já levaram ela para a sala de parto . pegou o celular e ligou para , sua irmã tinha que saber disso primeiro .
Ligação ON :

- Oi - falou do outro lado da linha .

- Mana , está pronta pra ser titia ? - Ele falou animado .

- Oh Meu Deus , Já nasceu , ou esta nascendo ? - Ela perguntou muito animada com a ideia .

- Está nascendo . Depois eu ligo falando as novidades . – Ele falou

Ligação OFF .
Depois de 2 horas , o médico veio e disse que foi difícil o nascimento do pequeno bebê , Luna tinha tido uma parto complicado . ficou BASTANTE preocupado . Então foi ver como Luna estava , ela estava dormindo . o médico disse que era bom que ela descansasse . deu um beijo na testa dela , e foi ver o bebê , o médico o acompanhou .
- O bebê está bem , ele está bem saudável . - O Doutro disse dando tapinhas no ombro do .
Ele ficou ali olhando seu filhO . Até que os médicos começaram a correr em direção ao quarto onde Luna estava , correu pra lá também , e vi que ela estava tendo uma parada cardíaca , ele entrou em pânico , os médicos colocaram ele pra fora do quarto , ele estucava os médicos tentando fazer ela voltar ao normal , quando de repente tudo fica em silencio . o Doutor sai do quarto , já estava chorando .
- Sua esposa teve um ataque cardíaco ... - o doutor falou .

- ELA ESTÁ BEM ? ELA VAI FICAR BEM ? - perguntava com medo da resposta .

- Senhor , se acalme , por favor , nós conseguimos manter ela estável , ela vai ficar bem agora , ela está melhor , daqui a 5 dias ela talvez receba alta .
respirou aliviado , entrou no quarto da Luna . Ela estava dormindo .
~Se passa 5 dias~
O Bebê está bem . Luna agora está muitoooooooo melhor , agora ela poderia ter alta . Assim que saíram do hospital ,eles foram pra casa ,onde foram recebidos por seus amigos .
Capitulo 8



POV :
e Luna estavam bem e o pequeno Finn também . O menino tinha a cor dos cabelos da mãe e a personalidade certinha do pai(http://www.midiacon.com.br/imgNoticias/2008/Abr/23/mulher230401.jpg ). Ben já estava gigante (http://thumbs.dreamstime.com/thumblarge_359/1233162800k3ltX8.jpg) Ele adorava essas coisas radicais e eu tinha certeza de que o Tio favorito dele era eu ... claro como não seria. Eu era o seu Tio mais radical, afinal…. tinha sua princesinha que agora tinha 2 anos (http://i.dicasdereceitas.com.br/uploads/2011/09/crian%C3%A7as2.jpg) Comilona, mas com os pais que ela tem , não podia ser diferente. tinha a Annie…a menininha mais fofa que eu já vi. E o …ahh o tinha o Finn ,o molequinho mais sapeca que eu já imaginei . Eu acabei um lobo solitário ,vendo aqueles bebês fofos a minha volta .Mas isso não vai ficar assim porque eu tinha uma ótima ideia. Eu chamei o pessoal ,pra gente fazer uma reunião dessas tinha que ser agendado….tanta criança . Becky e Ben eram os mais velhos. Eles viviam brincando juntos, já nós deram tantos problemas .Um dia…
PASSADO ON:
Eu estava com esses dois pirralhinhos em casa. e tinham saído com os meninos e eu e tínhamos ficamos de babás.
- , tá tudo muito quieto…você não acha não ? - Estava tudo muito quieto. Eles não costumavam ficar tão santinhos assim.

- Eles estão aprontando…pode ter certeza - Eu e o fomos descendo as escadas e indo em direção há cozinha . Começamos a ouvir risadas de dois sapecas fazendo arte. Quando chegamos na cozinha vimos uma confusão enorme. Toda a comida da dispensa se encontrava agora no chão. Arroz ,feijão ,pasta de amendoim ,farinha ,ketchup ,azeitonas…..TUDO. E os dois bonitinhos estavam esparramados nadando naquela sujeira .
Eu e devíamos brigar com eles, mas como ver aqueles dois pirralhos todo lambuzados de comida e não rir. Ben olhou pro e disse:
- Não era pra misturar a comida papai ? Eu e a Becky misturamos … agora é só comer - Ele abriu um sorriso daqueles que dá pra ver de costas.
Rimos tanto que deu até dor na barriga. Quando a , , e o voltaram , viram a maior sujeira que o Ben e a Becky fizeram e ainda viu eu e o rindo rolando naquele mar de sujeira .
- O QUE ACONTECEU AQUI , CRIATURAS - falou ou melhor gritou .
Eu e o paramos de rir na mesma hora e ficamos sérios , mas no fundo a gente queria rir .
- Eles ...ah ... fizeram a festa da comida ...apenas - falou .

- Apenas ? - falou sorrindo . Atrás da , Annie apareceu , ela quando viu seus amigos , correu até eles e pulou naquela poça de sujeira com os outros dois , as crianças começaram a fazer "A Bagunça" .

- Annie , querida , agora vai ter que tomar outro banho - falou se aproximando dela .

- PISCINA - Ben gritou . As três crianças correram em direção ao quintal e pularam na piscina .
A água ficou meio suja , mas ... são apenas crianças , fomos até o quintal . estava rindo junto com o e o . e a estavam com uma cara de "porque eles crescem TÃO rápido ?" . Depois de toda essa brincadeira , eles saíram da piscina e vieram em direção ao seus pais .
- Estou co sono - Annie disse olhando pros seus pais .

- Aww , venha , você vai tomar banho e depois vamos pra casa - pegou na mão da Annie e a levou pra dentro da casa .
Ben veio até o , e ele também foi tomar um banho . Becky pulou no colo do é dormiu . Ele se molhou todo mas nem ligou , então entraram no carro e foram embora . foi ajudar a
Capitulo 9



POV :
E o final de todos os meus dias terminavam assim… Eles tinha seus “pequenos milagres” e eu terminava o fim da noite sozinho. Sem nenhum grito de “PISCINAAA” ou alguma reclamação de “Papai, tô com sono”. Talvez a mulher certa não tenha chegado, mas eu acho que meu garotinho já nasceu…..
POV :
me ligou disse que queria nos contar uma novidade, ela disse que tinha a ver com crianças…. Como assim ? nem namorando estava ,como tem a ver com crianças. Eu e deixamos Annie na creche ,na mesma creche em que Finn e Becky estavam….eles tinham quase a mesma idade. Ben já estava na escola .Então hoje teríamos uma conversa de ADULTO. Chegamos na casa de , e já estavam sentados no sofá e mantinha um rosto feliz num puff no canto da sala. parecia ter nos esperado para contar, eles estavam conversando sobre as peripécias de Ben e Becky….Ben e Becky TURMINHA DO BARULHO ESSA EIN ?
- Imagina se não tivesse ninguém em casa ? Eles colocariam essa casa abaixo - falou morrendo de rir .

- Mas amor, era o e o você esperava algo diferente ? - falou mostrando a língua pro ,ele também fez língua de volta. Esses dois não crescem não ?

- Ok bebês….vamos ao assunto porque o tem trabalho hoje. - Eu disse .

- Aiii adultoooos….- falou .

- Eu tenho ? - perguntou com uma cara de sonso pro lado meu lado. Eu bati na testa dele e falei “Aprende a mentir seu lerdo…”.

- Ela só tá curiosa…só isso - falou rindo .
Mostrei a língua pra ela.
- Paro a criancice….eu vou começar a falar - disse transformando sua feição de “Moleque festeiro” pra “Agora a coisa ficou séria”.

- Eu andei pensando em todos vocês, e sobre os meus lindos sobrinhos. Sabe eu não achei a pessoa certa pra mim ainda, mas eu tenho certeza de que o meu menininho já está por aí. - Ele disse sorrindo ternamente.

- O que você quer dizer com isso - pediu explicações.
-Eu quero dizer que se não fosse pela coragem do ,hoje talvez o Ben estaria em uma instituição de adoção qualquer e nós nunca teríamos conhecido esse moleque sapeca e arteiro. nunca teria amadurecido o tanto que amadureceu, talvez hoje ele seria só mais um adulto mulherengo. O que eu estou querendo dizer é que quando uma criança nasce não é apenas mais um indivíduo novo para uma família mas sim uma nova vida alegrando. Muitas mudanças, alegrias, tristezas, apertos, BAGUNÇAS -Ele riu - MUITA BAGUNÇA. E eu fico pensando e se existir mais um “Ben” mas perto do que eu possa imaginar….porque não adicionar um indivíduo já nascido a nossa família ? Talvez ele esteja pedindo a Deus uma cama, um brinquedo ,um teto sobre sua cabeça ,um pai, uma família…e porque não a NOSSA FAMÍLIA .
Eu admito, o ato do me emocionou….
Capitulo 10



POV :
Acordei bem cedo, eles disseram que eu podia ir lá conhecer. Ver como eles eram tratados, seus sonhos, desejos. E enfim achar meu pequeno…. Estacionei o carro e desliguei, coloquei o freio de mão e peguei meus documentos. A partir daquele momento eu seria pai. Eu fiquei o dia todo no orfanato, descobri muitas histórias tristes de abandono, violência e muita tristeza para coraçõezinhos tão pequenos. Como podem deixar crianças sofreram tanto assim ? Arrumei muitos novos pequenos amigos e me prometi que traria o Ben ali, ele adora novas crianças. É um menino muito carismático…fazer o que ,com um Tio que ele tem. Vi muitas crianças, muitas mesmo, mas nenhuma delas era a “minha criança ”. Eu já estava desistindo, quem sabe ano que vem…talvez eu tenha que encontrar a mulher certa pra te a criança certa. Abaixei minha cabeça e quando levantei vi um pequeno no canto do quarto, ele devia ter uns 4 anos, estava sentado no meio de muitos papéis e tinha os braços todos rabiscados. Era uma criaturinha muito engraçada, todo rabiscado daquele jeito. Me levantei e fui em sua direção, ele não conversava com as crianças em sua volta….parecia em seu próprio mundo. Olhei o papel em que ele desenhava com tanto empenho, e vi uma coisa que tocou minha alma. O garotinho tinha desenhado um menininho segurando a mão de dois pontos de interrogação, onde deveriam estar seus pais. Ele desenhou uma casinha e um coração como sol.
- Bonito desenho - Eu falei tentando me aproximar.
Ele olhou pra cima e sorriu.
- Vou colorir…- Ele pegou uma canetinha vermelha e pintou o coração\sol.
Depois que terminou olhou pra uma canetinha verde que estava a um passo de mim. Ele olhou pra mim com uma carinha de “Ela tá no seu pé, larga de ser preguiçoso”
- Você quer essa ? -Eu perguntei pegando a canetinha.

- É eu vou precisar de verde pra pintar a casa.

- Toma…ãããã qual é o seu nome ein ? Eu sou -Eu entreguei a caneta em sua mão.

- Eu me chamo Troy…mas não é nome de cachorro ? - Ele me olhou com uma carinha confusa. Eu não aguentei e caí na gargalhada.

POV :
Eu tinha pegado o Finn na creche (http://2.bp.blogspot.com/_oPLVkLJHYP0/TC43ReJE_rI/AAAAAAAABG0/7b3sK6MoKKk/s1600/lUCCA.jpg) E percebi que me olhava de um jeito diferente. Ele estava tentando adotar Troy a 2 meses e nunca conseguia ,a burocracia era muito grande. Apesar dos pesares hoje era o dia…nós tínhamos preparado uma festa pra receber o “menininho do ”. Não sei como mas ele se tornou o pai mais coruja do século .Troy nos visitava nos fins de semana como uma aproximação, nós já adorávamos aquele menininho. Ele era todo SWAG e nós o chamamos de Bad baby, ele morria de rir. se despediu de mim e foi para a creche.
POV :
Eu tinha um presente pra ele, eu comprei suas primeiras roupinhas de SWAG . E até mandei fazer um boné com sua inicial. Eu cheguei e percebi a alegria em seus olhos, eu já tinha lhe contado que queria ser seu pai. E ele disse que eu era o Tio como nome de cachorro preferido dele….missão do ano fazer o Troy me chamar de pai.
- Oiii garotããão….como você está hein ? - Eu peguei ele no colo, e vi seu cuidador se despedindo.

- Eu tô Tio ….você vai me levar pra sua casa hoje né ? - Ele parecia muito feliz.

- Claroooo que vou, eu não te prometi ? - Eu tirei o pacote com o boné e suas roupinhas da mochila e fingi esconder.

- O que é isso aí Tio ? - Ele fez uma carinha curiosa.

- Isso o que ? - Dei uma de desentendido.

- Esse pacote aí - Ele apontou pras minhas costas com uma carinha de “Você não me engana, velho”.

- Ahhh isso ? - Eu tirei o pacote das minhas costas - eu comprei para garotinho mega SWAG que eu conheço sabe ? Mas eu só vou entregar pra ele se ele se vestir com isso.

- Brigadoo - Ele me abraçou, seu abraço era a melhor coisa do mundo.
Ele se vestiu com as roupinhas que eu dei, num banheiro do orfanato. Eu disse que ele tinha que se trocar porque tinha muitas pessoas loucas pra ver ele lá em casa. Ele ficou tão bonito com a roupinha, boné e o sapatinho, que eu não aguentei….tive que bater sua primeira foto. (http://3.bp.blogspot.com/-bXJjQzIU8Z4/UOHlaoi-olI/AAAAAAAAAo0/wWvV8jY8sLg/s1600/422453_384785621546505_188226561202413_1348492_1666807575_n_large.jpg) Agora me diz….o meu FILHO não é o garoto mais bobo, fofo e teatral que vocês já viram ?
Capitulo 11



POV
Ele não parava de cantar a musiquinha do Bob Esponja dentro do carro, disse que era seu desenho favorito. Ele já tinha me falado 150 vezes que adorava Bob Esponja, isso só nos 2 meses que eu o conhecia. Ele fica tirando e colocando o boné e falando o quanto era legal ter um boné com a letra T. Ele me perguntou se as pessoas que estavam na minha casa eram legais, e se elas iam gostar de um menino “adotado”.
- Como assim adotado Troy ? - Eu parei o carro no acostamento.

- Eu nunca serei seu filho Tio -Ele abaixou o rosto para o carpete do carro e ficou passando os dedinhos pelo T do boné .

- Você já é meu filho Troy, e você não é adotado … só é novo na família - Eu disse levantando seu rostinho com o dedo.

- Pensa só Tio ….minha mãe não me quis, meu pai não me quis. Porque você ia me querer ? - Ele olhou com aqueles olhinhos castanhos, os olhinhos que com tão pouca experiência já carregavam muita angústia.

- Sabe porque eles não te quiseram Troy ? - Ele balançou a cabeça negativamente. - Eles não te queriam porque você era especial demais pra eles. Eles sabiam que eu ia te querer….porque você é o menino mais especial que existe, e algumas pessoas não conseguem lidar com pessoas muito especiais sabe. - Disse fazendo uma cara de metido.

- Quantos “especial” em uma frase só Tio ….você bateu seu recorde - Sério que esse menino tava me zuando ?

- É alguém não vai conhecer seu quarto hoje - Disse ameaçando.

- TE AMO TANTOOOO TIO - Ele fez biquinho e me deu um beijo na bochecha, menino chantagista.
Nós chegamos em casa e tudo deu certo. Troy parecia muito feliz em sua festa. e não desagarravam de Troy e ele estava adorando. Ben já tinha se tornado melhor amigo de Troy, pra frente toda vida. Becky trouxe 3 pedaços de bolo, dois pra ela e um pro Troy…é claro. Finn era um pouco mais tímido mas parece que ele já estava familiarizado com Troy. Nos primeiros 8 segundos a Annie estava agarrada na perna de mas agora ela corria pela casa, participando do pique-pega das crianças. Foi muita brincadeira, bagunça e rostos sujos de bolo. Troy parecia tão meu…. Ele abriu os dois pacotes, um de e e um do e gritando “ Olhaaaaa Tiooo ”. O primeiro pacote foi o de (http://3.bp.blogspot.com/-_7MJWxZ28Ns/T7aG5GJbniI/AAAAAAAAAGE/7Z_qYdJL3Dk/s1600/pjbb.jpg) Sim ela deu isso mesmo . E quando eu achei que tinha acabado com a sessão Bob Esponja ele abre o segundo pacote. Não acredito que a minha maninha fez isso. (http://img.alibaba.com/photo/541785856/Lovely_plush_indoor_spongebob_toys_spongebob_slippers.jpg)
- Ahhhh a copiou o meu presente - falou dobrando os braços.

- Copiei nada, você que é sem criatividade mesmo. - falou fazendo cara de esperta.

-Mas eu amei Tia - ele beijou sua bochecha - Vou usar hoje mesmo Tia .- Ele a beijou na bochecha também .

- PAQUERADOR - Ben falou espirrando .
Nós rimos.
- Elas estragaram o MEU presente - Fiz cara de triste olhando pro Troy.

- Mas você me deu o boné nates delas …. - Ele não entendeu.

- Mas eu tenho outro presente….
Ele arregalou os olhinhos e fez a mesma expressão do filme “Esqueceram de mim”, e deu um gritinho. TEATRAAAAL….esse menino tem futuro
- Ok….eu entendi que você tá surpreso Bad baby … - ele riu do apelido.
Peguei em sua mãozinha e pedi pra ele fechar os olhos. Todos os adultos da casa já sabiam o que eram, as crianças não… Chegamos na frente da porta, nós deixamos o Troy na frente. Eu tinha mudado um pouco o antigo quarto da . Ele abriu a porta revelando seu novo quarto. (http://1.bp.blogspot.com/-rwiRvap3ubA/UO9SKaRC_LI/AAAAAAAABOU/Nu3hbUI_HuA/s1600/8.jpg)
POV :
Troy pulou no colo do , e o abraçou , então ele falou a coisa que o mais queira que acontece-se quando conheceu .
- Obrigado , Papai . - Troy falou abraçando o pescoço do seu pai .
se virou pra gente , e nos vimos lágrimas nos seus olhos , abraçou a de lado . ela abraçou a cintura dele . Eu abracei o e coloquei minha cabeça deitada em seu ombro .
- De nada , Meu Filho . - Troy se afastou , pra ver o rosto do ,então sorriu da forma mas doce Ele saltou do colo do e foi em direção aos brinquedos e chamou seus amigos .
A festa foi acabando todos os convidados foram embora e só ficou a gente
POV :
tinha colocado Troy pra dormir, eu e colocamos Annie no quarto de Becky ... as duas dormiram como anjinhos. colocou o pijama em Finn e o pôs pra dormir junto com Troy. Ben estava na sala junto conosco, ele contava piadas e desenvolvia conversas como se fosse um adulto, apesar de ter só 9 anos.
- E sabe o que é mais incrível…o Tio sempre perde pra mim no FIFA -Ben falou e deu um tapa de leve em sua cabeça.

- Aquilo foi sorte de principiante garoto… - falou mostrando o quão adulto ele era .

- Todas as 10 vezes ? - Ben Malandro.

- Ele perde pra qualquer um Bem - falou .

- É mesmo, perde até pra você papai - Ben falou .

- UUUUUUUUUU - todos nós éramos um misto de “Ahhh não deixava” “Se fosse eu….” “Esculachou” .

- Ah é ??? Então você - ele apontou pro Bem - Eu -Ele apontou pra si mesmo - REVANCHE AGORAA .
pegou as manetes do PS3, e passou rebolando com uma plaquinha de “Round 1”. Nós morremos de rir, todos estavam entretidos quando virou pra mim e sussurrou.
- vem aqui, eu tenho que te contar uma coisa - Ele falou baixinho com uma cara de preocupado.

- Algo com a Annie -Será que aconteceu algo com a minha menininha, não podia ser.

- Eu não sei, só vem comigo. - Ele pegou na minha mão e me levou para o corredor dos quartos. O que aconteceu com a Annie meu Deus ?
Eu coloquei a mão na maçaneta do antigo quarto de e me surpreendeu . Ele me puxou pra dentro do quarto do e fechou a porta.
- O que você tá fazendo - Eu perguntei.

- Como da primeira vez querida - Ele falou se aproximando e beijando meu pescoço.

- Não …. Crianças …quarto ao lado … - Minhas palavras já estavam ficando desconexas.

- Eles tão dormindo babe, e se você ficar quietinha … - Ele beijava meu pescoço, subindo e mordendo o lóbulo da minha orelha. E quando eu ia estava me rendendo…

- Tio o Troy quer… ops - Finn apareceu na porta do quarto vestido com o pijama que o pai dele o vestiu (http://www.plushmania.com.br/media/catalog/product/cache/1/image/9df78eab33525d08d6e5fb8d27136e95/p/j/pj_sheriff_woody.jpg)
Nós nos afastamos e colocamos as mãos pra trás.
- O que você tava fazendo Tia ? -Ele me olhou com uma carinha preocupada.

- ÃÃÃÂ… Finn, sabe… a tia tava explicando pro Tio como se fazem os bebês - Eu falei… essa foi a única coisa que me veio a cabeça.
Finn olhou com uma carinha confusa do pra mim e de mim pro .
- Você não sabe como faz bebês Tio ? - Ele entrou dentro do quarto e colocou sua mãozinha na do , sentou na cama e incentivou o a sentar também.

- Como eu posso te explicar….- Ele colocou a mãozinha no queixo e começou a falar - Quando um papai e uma mamãe se amam muito eles compram um papel especial que se chama “Papel de Bebê”. Com esse papel eles escrevem um carta fazendo um pedido pra cegonha - Ele fazia gestos enquanto explicava pro , no momento da cegonha ele fez um pássaro voando - A cegonha demora 8 ou 9 loooooooongos meses pra ler a cartinha, elas são meio burrinhas sabe, faltaram muitas aulas no colégio … papai disse que é por isso que eu não posso faltar as aulas da creche, pra eu não ficar igual a cegonha sabe ? E depois que ela lê a cartinha , a cartinha se transforma em um bebê … o papai não me explicou essa parte direito .
Ele coçou a cabeça… só olhava ouvindo tudo e tentando não rir… a essa hora ele estava vermelho.
- Mas existem exceções Tio , como o Troy e o Bem . Eles não tem mamãe porque o Tio e o Tio esqueceram de escrever a carta junto com alguém. Eles escreveram sozinhos entende ? - balançou afirmativamente - E depois dos 9 meses a cegonha desce do meio das nuvens trazendo o bebêzinho enrolado no pano. E assim que se fazem os bebês Tio .
Ele abriu um enorme sorriso, desarrumou o cabelo do e saiu do quarto. Nós ficamos estáticos no mesmo lugar que estávamos
Capitulo 12



POV :
Ben estava ganhando do , como sempre , suava para por ultrapassar seu próprio filho , era engraçado . estava torcendo pro Ben , estava torcendo , estava torcendo pra quem ganhe-se . Eu estava torcendo pra essa revange acabar logo . e desceram as escadas , eu olhei pra eles .
- Onde vocês foram ? - Perguntei .

- Ah ... a gente foi ver se a Pequena Annie estava bem . - falou .

- Ah ok então . - Falei voltando a me sentar no sofá .
me acompanhou . Aquele jogo durou mas 10 minutos .
- Heeeeeeeee , Ganhei , uhuuuuuuuuuuuuu . - Ben falou alto .

- Heeeeeeee esse é meu sobrinho - falou levantando Ben no alto e colocando em cima dos seus ombros .

- DROGA - jogou o controle em cima do sofá .
eu e a rimos da situação . Como eles continuam crianças . mas eu não posso falar nada , já que eu também sou uma criançona .
- - falou alto .

- O QUE FOI , CRIATURA - Falei alto também .

- Tenho uma coisa pra de contar . - Ela falou segurando meu braço .

- Conte , logo - Falei .

- Você se lembra da e da ? - perguntou .

- Sim , oque que tem elas ? - perguntei fazendo uma careta .

- A , se casou com um carinha ai que vive gastando dinheiro em jogos e ela ainda esta trabalhando de garçonete . - Ela falou .

- OMG , sério ? - Falei surpresa .

- Já a , ainda não se casou , mas tem seus ficantes , e está trabalhando como gerente de um supermercado .

- UOU - Falei .

- Acho que nos demos bem ...

POV :
Éh acho que eu a nos demos bem, temos filhos lindos, maridos lindos e nossa vida financeira até que ia bem. Finn apareceu na sala com o mesmo pijaminha e pulo no colo do .
- Papaaaai…porque a mamãe não veio ? - Ele falava deitado no colo, enquanto arrumava seu cabelo .

- A sua mamãe tá descansando pequeno … - Ele arrumou seu cabelinho com a mão fazendo um mini topetinho de lado .

- Huum….- Ele parecia te entendido .
Todos nós olhávamos aquela cena muito fofa e ficávamos tipo….”Cara como a nossa vida mudou tanto ? ”
- Ahhhhh papai… - Ele levantou correndo .
se assustou.
- O Troy pediu pro Tio ir lá no quarto, eu achei que o tio estava no quarto dele. Mas a Tia tava com o Tio lá… - Finn falou .
Ahhh não agora fomos pegos. Todos olhavam pra nós dois com uma cara de “ Safadeeeeeeeenhos, como nós não ouvimos nada ? ”
- Eles estava no quarto Finn ? - Liam perguntou enquanto todos davam risadinhas baixas.

- Tavam sim papai, você sabia que o Tio não sabe fazer bebês ? - Ele perguntou pro com uma feição de “Dá pra acreditar??”

- Aham… - falou entre as gargalhadas.
saiu da sala rindo e eu e fomos acordar as meninas pra irmos pra casa.
Capitulo 13



POV :
Eu entrei no quarto e vi a mesma cena em que encontrei Troy no primeiro dia: Com os braços todos rabiscados e sentado sobre papéis. Quando me viu ele abriu um sorriso e correu para meu colo. Olhou pra mim com aqueles olhinhos castanhos e me entregou um papel.
- Pra você papai - Parecia um cartão … estava branco.

- Ahhh um papel em branco, que lindo Troy brigado - Falei abraçando, ele me olhou com uma cara de “Fala sério né ? ” e virou o papel do outro lado esse desenho se encontrava (http://rlv.zcache.com.br/o_coracao_pertence_ao_pai_cartao-p137853222136824118b7xyi_400.jpg) “My heart belongs to Daddy = Meu coração é do papai”
Lágrimas escorreram pelo meu rosto e ele falou:
- Eu desenhei você dentro olhaaaaaa…. - Ele abriu o papel em minha mão.
(http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/maio2007/fotosju357-on-line/12.jpg)
- Aw que lindo , ficou muito parecido comigo , não acha ?- Perguntei pra Troy .

- Sim , por isso esse é você .- Ele falou com uma voz muito fofa .

- Vou guardar com muito carinho , filho , mas agora está na hora de dormir , vamos deite-se .- Falei .
Troy pulou na cama e se enrolou com o cobertor no Bob Esponja , e logo pegou no sono . Desci as escadas e mostrei o desenho pro pessoal .
- NOSSA , está idêntico com você , tio . - Ben falou .

- HAHAHA pare , Bem . mas eu adorei o desenho que meu filho fez - Falei desarrumando o cabelo do Ben .
Depois todos foram para suas casas e eu subi , tomei um banho e fui dormir
POV :
E depois de muitas bagunças, fraldas trocadas e sujeira pela casa toda. Depois de Troy entrar pra família e fazer do Tio seu papai, chegamos ao Natal a época mais esperada pelos nossos pirralhos. Marcamos de nos reunir todos na casa da . Annie estava muito animada, apesar de pequenininha ela já tinha ditado a sua carta do Papai Noel para que o escreve-se. E ele anotou todos os 65 presentes que ela pediu Juramos que devia ter pedido até pro Natal de 2065 quando ela tivesse um 30 anos … Nós combinamos entre os pais que falaríamos que o se vestiria de Papai Noel a noite e entraria pela porta de trás. tinha preparado um banquete de encher os olhos e a boca do , que não parava de comer nem pra respirar. A bagunça foi certa, nossos pirralhos não paravam de trocar ideias sobre quais seriam seus presentes e sobre como o Papai Noel deveria ser.
- Será que ele é gordão ? - Becky perguntou em sua voz fofinha.

- Gordo não….mas que tá precisando de uns exercícios tá. - falou batendo na barriga de

- HAHAHA Mr. Humorista - Ele deu um sorrisinho sem graça.

- Eu acho que ele é careca - Ben falou rindo .

- Eu não sei como ele é, mas sei que se vocês não forem deitar agora ele não vai vir. - Eu disse para nossos baixinhos.

- Será que ele vai se esquecer de mim como no ano passado ? - Troy perguntou com uma carinha triste.
Nós entendemos seu desespero, passar o Natal num orfanato não deve ter sido nada legal. Isso explicaria toda essa alegria, era o primeiro ano em que ele ganharia um presente de Natal.
- Sabe, eu acho que não. Eu entreguei sua cartinha pessoalmente pra ele….não tem como ele esquecer que um menino tão SWAG - falou pegando ele no colo e fazendo cosquinhas.
Troy de sua gargalhada gostosa. Colocamos todos os pequenos na cama. Depois de um tempo….
- Vai se vestir logo amor… - Luna disse.
saiu com sua fantasia em mãos e nós já morríamos de tanto rir. Arrumamos os presentes dentro do saco vermelho e esperamos o . Ele estava hilário e não conseguimos parar de rir.
- Calem as bocas e tragam as crianças….essa barba coça de mais - Ele falou fazendo uma careta.
Chamamos os pequenos e dava pra ver o êxtase em seus olhinhos, até Ben não parecia acreditar que ele “O Papai Noel” estava ali em pessoa. Troy foi o primeiro a pular no colo de e gritar “Bem que o papai falou”. Todos abriram seus presentes. Ben finalmente ganhou seu estimado Skate (http://www.monstersports.com.br/imagens_conteudo/skate-completo-sp-virus-3506.jpg) Becky ganhou um Sr. Batata (http://www.brincamundo.com/image/cache/data/produtos/senhor-cabeca-de-batata-toy-story-da-hasbro-998-800x800.jpg) morreu de rir da empolgação da pequena rasgando o pacote de todas as formas possíveis. Finn ganhou a fantasia do Buzz porque a do Woody ele já tinha desde que nasceu (http://images.quebarato.com.br/T440x/fantasia+do+buzz+com+asas+capacete+linda+acende+luzes+original+disney+itabuna+ba+brasil__84272A_1.jpg) E a nossa Annie ganhou um conjunto de cenourinhas. (http://cloud2.lbox.me/images/384x384/201301/rindo-rosto-padrao-cenoura-de-brinquedo-de-borracha-para-caes-estilo_aypqpb1359625567836.jpg) Ela parece ter gostado porque enfiou todas na boca de uma só vez . Troy ganhou uma maleta de coisas pra desenhar. (http://bimg2.mlstatic.com/estojo-maleta-escolar-c-lapis-canetinhas-giz-98-pecas-azul_MLB-F-3082768604_082012.jpg) Ele sumiu de vista logo que recebeu seu presente .
Capitulo 14 FIM



POV :
As crianças estava todas brincando e usando seus presentes, cada pai auxiliava do jeito que conseguia. Eles pareciam tão felizes, eu já não via Troy a alguns minutos. Ele devia estar em algum canto da casa todo rabiscado….o que me significava ter que dar banho nele pela 5 vez no dia. Tudo bem…. Ele apareceu do jeito que eu esperava .
- Papai ela mandou eu te entregar isso - Ele me deu um papel.

- Quem mandou entregar filho ? - Eu perguntei confuso.

- A menininha, ela é muito legal sabia ? Ela mandou falar que ela tá bem papai. E disse que agora tudo está no seu lugar, e que você libertou ela. - Ele sorriu e saiu correndo
Eu abri o papel e vi seu desenho….. (http://3.bp.blogspot.com/_S7FSCxy5E7A/TOacG8BpC2I/AAAAAAAAAD4/8_7eFRlC5EY/s1600/Borboleta+psico.png)
FIM


Comentem dizendo o que achou no nosso tumblr novo apenas para as nossas fics , preferences , asks pros minos e imagines . paraisodefanfics.tumblr.com